As Centenárias & Maria do Caritó

As Centenárias & Maria do Caritó Newton Moreno




As Centenárias & Maria do Caritó





A persistente luta pelo direito de amar de uma solteirona virgem e as estripulias de duas malandras centenárias para conseguir driblar a morte. Dois motes de Nirto, dois pontos de partida, dois enredos, dois repentes, dois causos, dois cordéis, duas zombarias, dois reveses, duas picardias, duas rezas, duas crônicas de costumes, duas fábulas. Quem conta um conto aumenta um ponto. Imagine então quem conta dois... Aqui, Nirto mata nossa sede de voltar às origens e preservar a memória, nos fazendo beber nas fontes da efervescente estética nordestina, nos escancarando, com domínio de mestre contador de histórias, o amplo poder de resistência do povo simples desse Brasilzão místico. Fé na vida. É isso. Já com lugar de honra no panteão das grandes personagens da literatura dramática brasileira, a hilariante santinha Maria Caritó e as longevas carpideiras Socorro e Zaninha nos fisgam para sempre, nós, simples mortais, com suas perenes lições de fé na vida.



Escrita especialmente para Marieta Severo e Andréa Beltrão, As Centenárias estreou no Teatro Poeira em 2007, com direção de Aderbal Freire Filho. Além das duas atrizes, contou com participação do ator Sávio Moll. A peça recebeu o Prêmio Shell Rio e o Prêmio Contigo! de melhor texto teatral de 2008.



Maria do Caritó foi escrita especialmente para o retorno da atriz Lilia Cabral ao teatro, ao lado de seus antigos companheiros de palco, os atores Fernando Neves e Sílvia Poggeti.

Edições (1)

ver mais
As Centenárias & Maria do Caritó

Similares


Estatísticas

Desejam2
Trocam2
Avaliações 4.3 / 8
5
ranking 38
38%
4
ranking 50
50%
3
ranking 13
13%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

41%

59%