As Mulheres do Nazismo

As Mulheres do Nazismo Wendy Lower


Compartilhe


As Mulheres do Nazismo





Erna Petri, mulher de um oficial da SS, cometeu um crime nunca imaginável para uma jovem mãe. A secretária Liselotte Meier organizava a logística de massacres e fazia listas de deportações. A grávida Vera Vohlau, com um casaco militar e chicote em punho, acompanhou o marido em uma execução em massa acompanhada por ele. Durante muito tempo a participação das mulheres no Holocausto era associada apenas às guardas de campos de concentração. "As Mulheres do Nazismo" revela, pela primeira vez, quem foram as outras mulheres que tomaram parte nesse momento da História, como foram seduzidas pelo regime nazista e o que aconteceu com elas.

O impressionante relato de Wendy Lower sobre o papel das mulheres alemãs no Holocausto revira a História: A consagrada imagem da mulher alemã apenas como esposa leal e seguidora do Führer é ofuscada pelo relato da autora sobre as 500 mil jovens que, pela primeira vez, são posicionadas dentro dos campos de extermínio do Reich.

Este livro faz um relato convincente de uma "geração perdida" de jovens nascidas em uma Alemanha derrotada e tumultuada pelos efeitos da Primeira Guerra Mundial, logo assolada pelo fervor nacionalista. Essas mulheres - enfermeiras, professoras, secretárias, assistentes sociais, esposas e amantes - viram a expansão do império nazista como uma espécie de oportunidade de carreira e casamento, mas certamente não sabiam o que testemunhariam ou fariam.

Contribuíram com mais do que com o conforto de carrascos alemães ou matando indiretamente pelo aparato burocrático do Reich: participaram do saque de bens e foram brutais com os judeus nos guetos da Polônia, Ucrânia e Bielorrússia. Estavam presentes em piqueniques nos campos de extermínio, não apenas oferecendo comida aos oficiais, mas também fazendo parte de assassinatos em massa.

"As Mulheres do Nazismo" desafia nossas convicções mais profundas: genocídio também é assunto de mulher e as evidências puderam ser escondidas por 70 anos. Consultora do Museu do Holocausto, a norte-americana Wendy Lower mostra, em As mulheres do nazismo, como uma geração de jovens alemãs enfermeiras, professoras, secretárias, entre outras anestesiadas pela propaganda hitlerista e movidas por um fervor nacionalista doentio enxergaram o nazismo como uma opção profissional ou quase matrimonial e colaboraram com o regime, sem vislumbrar os horrores que viriam depois.

No livro, que foi finalista do National Book Award e ganhou destaque na imprensa internacional, Lower tenta decifrar o que levou tantas mulheres a se transformar em assassinas durante a Segunda Guerra Mundial, revelando uma faceta pouco conhecida do conflito.

História / História Geral / Sociologia

Edições (1)

ver mais
As Mulheres do Nazismo

Similares

(18) ver mais
Inverno na Manhã
Os bastidores do nazismo
Capesius, o Farmacêutico de Auschwitz
Os Julgamentos de Nuremberg

Resenhas para As Mulheres do Nazismo (18)

ver mais
RESENHA: As mulheres do Nazismo
on 4/1/15


A história contada e ensinada não narra os fatos em si, sendo apenas uma das versões do ocorrido: a versão do vencedor. Durante anos saímos de um oposto e caímos em outro. Ao estudar o Nazismo e o Holocausto, odiamos os alemães. Quando porém lemos sobre as violações ocorridas em Berlim após a ocupação dos aliados e temos acesso a relatos como "Anonyma: uma mulher em Berlim" ou "Warun war ich bloss ein Mädchen?" (Por que eu tinha que ser uma garota), a história é outra. Julgamos as ... leia mais

Estatísticas

Desejam292
Trocam3
Avaliações 3.9 / 285
5
ranking 29
29%
4
ranking 42
42%
3
ranking 20
20%
2
ranking 8
8%
1
ranking 1
1%

15%

85%

Marco
cadastrou em:
27/03/2014 19:19:20
Cioran E.
editou em:
15/10/2017 18:29:36