Audaciosas Ações de Otto Skorzeny

Audaciosas Ações de Otto Skorzeny Otto Skorzeny

Compartilhe


Audaciosas Ações de Otto Skorzeny #1 e 2


O Capitão que Resgatou Mussolini - Tomos 1 e 2




Otto Skorzeny (12 de junho de 1908 - 5 de julho de 1975), o comandante das unidades de elite da Alemanha na Segunda Guerra Mundial, é um dos homens mais famosos da história das forças especiais. Sua carreira extraordinária em tempo de guerra foi de alto risco, aventura e neste livro ele conta a história completa. Skorzeny rapidamente provou seu valor na Iugoslávia e depois na Rússia. Em 1942 ele foi condecorado com a Cruz de Ferro e, em abril de 1943, foi promovido a capitão e nomeado Chefe das Tropas Especiais da Germânia, Existente ou a Ser Criado no Futuro.

Quando Mussolini foi preso na Itália em 1943, foi Skorzeny quem liderou com sucesso o ousado resgate feito com um ataque de tropas paraquedistas e com uso de planadores, recebendo a condecoração da Cruz do Cavaleiro e mais uma promoção na carreira como resultado. Os talentos de Skorzenys foram postos em ação novamente quando ele foi enviado a Budapeste para impedir que o regente húngaro, almirante Horthy, assinasse uma paz com Stalin em 1944.

Agora apelidado o homem mais perigoso da Europa pelos Aliados, ele também foi condecorado com a Cruz Alemã em Ouro. Poucos meses depois, ele assumiu um papel crítico na ofensiva das Ardenas com um plano controverso para criar uma brigada disfarçada de norte-americanos com tanques Sherman capturados, unidade essa que levou caos e confusão aos Aliados.

Seus colegas capturados espalharam um falso boato de que ele estava planejando assassinar Eisenhower, que consequentemente ficou confinado em sua sede por semanas. As memórias de Skorzenys descrevem vividamente as ações de commandos e são uma adição importante à literatura das forças especiais.

Depois da Guerra, Skorzeny foi absolvido em julgamento contra supostos crimes de guerra em 1947, em Dachau. Em 1948 ele fugiu de um campo de desnazificação. Passou os anos 1950 na Alemanha e França. Em 1952, depois de ser declarado desnazificado por um tribunal da Alemanha Ocidental, ele se tornou conselheiro do líder do Egito, Mohammed Naguib. Depois ele também foi conselheiro de Juan Perón, na Argentina.

Circularam rumores que os israelenses teriam recrutado Skorzeny, para localizar os engenheiros e militares alemães que trabalhavam no desenvolvimento de mísseis egípcios.

Nos anos 1960 e 70 Skorzeny morou na Irlanda, Argentina e Espanha. Ele morreu em 5 de julho de 1975, em Madrid, de câncer no pulmão, ele tinha 67 anos.

Biografia, Autobiografia, Memórias / História

Edições (1)

ver mais
Audaciosas Ações de Otto Skorzeny

Similares

(6) ver mais
História ilustrada da 2ª Guerra Mundial - Líderes - 18 - Skorzeny
Leaders da Europa
Comando Extraordinário
Jair Messias Bolsonaro

Resenhas para Audaciosas Ações de Otto Skorzeny (1)

ver mais
Bom...
on 16/11/19


A parte militat é boa, o ponto de vista de um comandante, o ponto alto é o resgate de Mussolini. Mas, o livro foi escrito em 1949, claramente o autor era um simpatizante do nazismo e um fã de Hitler. Em nenhum momento se mostrou arrependido ou se preocupou com os crimes praticados pelo regime, não cita em nenhum momento o holocausto, aliás ele justifica sua devoção e lealdade. Mas não deixa de ser um relato interessante sobre a guerra.... leia mais

Estatísticas

Desejam2
Trocam1
Avaliações 4.4 / 19
5
ranking 47
47%
4
ranking 42
42%
3
ranking 11
11%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

83%

17%

Mandy
cadastrou em:
18/04/2009 11:14:57
Allysson Falcon
editou em:
17/08/2019 20:18:47