Aldyr Garcia Schlee


5.0
1 avaliações

Gêneros Contos,Crônicas,Ensaios,Romance | Nascimento: 22/11/1934 - 15/11/2018 | Local: Brasil - Rio Grande do Sul - Jaguarão
Aldyr Garcia Schlee nasceu no dia 22 de novembro de 1934 em Jaguarão. Foi escritor, jornalista, tradutor e desenhista e professor universitário.

Doutor em Ciências Humanas, publicou vários livros de contos e participou de antologias de contos e de ensaios. Alguns de seus livros foram publicados primeiro no Uruguai. Traduziu a importante obra “Facundo”, do escritor argentino Domingos Sarmiento. Fez a edição crítica da obra do escritor pelotense João Simões Lopes Neto quando estabeleceu a linguagem.

Foi planejador gráfico do jornal Última Hora, reporter e redator. Criou o jornal Gazeta Pelotense. Ganhou o prêmio Esso de Jornalismo.

Foi fundador da Faculdade de Jornalismo da UCPel, de onde foi expulso após o golpe militar de 1934, quando foi preso e respondeu a vários IPMs.

Foi professor de Direito Internacional da faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas(UFPel) por mais de trinta anos, onde também foi pró-reitor de Extensão e Cultura.

Torce para o Brasil de Pelotas, clube que chegou a ser tema do conto “Empate” publicado em seu livro “Contos de futebol”.

Criou o uniforme verde e amarelo da Seleção Brasileira de Futebol, mais conhecido como Camisa Canarinho. Em 1953, aos 19 anos, ele venceu 201 candidatos no concurso promovido pelo jornal carioca Correio da Manhã para a escolha do novo uniforme da seleção. Como prêmio, Aldyr ganhou o equivalente a vinte mil reais e um estágio no Correio da Manhã, no Rio de Janeiro, onde pode conhecer e conviver com figuras expoentes do jornalismo da época como Nelson Rodrigues, Antônio Callado, Millôr Fernandes e Samuel Wayner.

Recebeu duas vezes o prêmio da Bienal Nestlé de Literatura e foi cinco vezes premiado com o Prêmio Açorianos de Literatura. Em novembro de 2009 publicou “Os limites do impossível, os contos gardelianos” pela editora Ardotempo e em 2010, pela mesma editora, o romance “Don Frutos”, ano em que foi também destacadado com o Prêmio Fato Literário de 2010.

Tem três filhos, três netos e seu passatempo era o futebol de botão, cujo time “veste” a camiseta do Esporte Clube Cruzeiro de Porto Alegre, com a escalação dos anos 60.

Faleceu no dia 15 de novembro de 2018, em Pelotas, após lutar contra um câncer de pele por seis anos.


Livros publicados por Aldyr Garcia Schlee (23) ver mais
    O Outro Lado
    Fitas de Cinema
    Memórias de o que já não será
    Contos da vida difícil
    O Dia em que o Papa foi a Melo
    Contos da vida difícil


Estatísticas
Avaliações 5 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

0%

Elomar
cadastrou em:
11/09/2019 18:17:22