Aventuras de um Petroleiro

Aventuras de um Petroleiro Richard Armstrong

Compartilhe


Aventuras de um Petroleiro (Clássicos da Literatura Juvenil #29)


durante a Guerra




by Richard Armstrong, author of "Sea Change" (1948 Winner Carnegie Medal from the Library Association, recognising the year's best children's book by a British subject).

[Do blog Coleção Clássicos da Literatura Juvenil, vol. 29] "The Lame Duck" (Children's novels Hardcover – 1961) -- "Trata-se da viagem de travessia do petroleiro inglês Cape Wrath, no início da Segunda Guerra Mundial, da costa canadense até a irlandesa. Comandado pelo experiente Jack Holroyd, conhecido como Old Man (ou ainda, Jack Olho-de-Peixe!). O petroleiro alinha-se com outros navios num comboio, numa tentativa de protegerem-se uns aos outros dos atraques nazistas e, assim, chegarem sãos e salvos em terra. [The Lame Duck, o título original – o que, numa tradução literal, significa “pato manco”, mas também remete a “bode expiatório”, constitui uma alusão irônica ao “pato manco” sobrevivente do Comboio que, sem a ajuda de ninguém a não ser de sua própria tripulação e apesar de todas as desventuras, mostrárá força e resistência imbatíveis...].

A aventura tem início quando resgatam dois náufragos num barco, à deriva, e se vêem atacados por um submarino. Só não sofrem avarias maiores devido à grande experiência marítima do capitão, já que sua parca munição não fazia frente à estrutura bélica do submarino. Como resultado desta tentativa de fazer sucumbir o navio, afastam-se do comboio, mas logo retomam o rumo e conseguem alcançá-lo, por meio de manobras que incluem soltar grande fumaça no ar para encobrir seu rastro. Tal manobra parece não funcionar e, mais tarde, vêem-se diante de um verdadeiro fogo cruzado: não só o baleeiro do comboio vai a pique, como eles próprios sofrem ataques de granadas, metralhadores e canhões. Sendo um cargueiro de petróleo, logo são invadidos pelas chamas assustadoras, enquanto rios de petróleo cobrem o mar à volta e os gases petrolíferos lhes queimam os olhos e dificultam a respiração. É neste momento que, com a ajuda do fiel Bull Barlow, o capitão Holroyd salva a maioria da tripulação e os coloca em dois barcos salva-vidas (...) acabam reencontrando o petroleiro depois de três dias, ainda queimando e à deriva. A tarefa louca a que se empenham, pois, é tomar o navio, domar o fogo, consertá-lo suficientemente e fazê-lo funcionar, conduzindo-os, então, às costas britânicas, conforme Bull havia prometido ao capitão que faria, de forma a repatriar os homens.
===
http://classicosdaliteraturajuvenil.blogspot.com.br/2010/08/volume-29-aventuras-de-um-petroleiro.html

História / Suspense e Mistério / Aventura / Infantojuvenil / Literatura Estrangeira / Drama / Romance

Edições (2)

ver mais
Aventuras de um Petroleiro
Aventuras de um Petroleiro

Similares

(13) ver mais
Amor e Guerra nos Mares do Sul
Submarino
Otter Três Dois Chamando
Prólogo de amor, O vôo da Fênix, Um pacto com Deus, Fugindo da China vermelha

Resenhas para Aventuras de um Petroleiro (2)

ver mais
Muito bom.
on 6/5/12


Já a um tempo, que não se vê alguém escrever com essa classe.... leia mais

Estatísticas

Desejam2
Trocam4
Avaliações 3.4 / 23
5
ranking 4
4%
4
ranking 48
48%
3
ranking 35
35%
2
ranking 13
13%
1
ranking 0
0%

57%

43%

orffeus
editou em:
13/07/2015 18:20:21