Bento XVI. O Último Testamento

Bento XVI. O Último Testamento Joseph Ratzinger...




Bento XVI. O Último Testamento


Em suas próprias palavras




“Antes de ser um grandíssimo teólogo e mestre da fé, Bento XVI é um homem que realmente acredita e reza; um homem que personifica a santidade; um homem de paz, um homem de Deus.” Papa Francisco

Bento XVI fez história ao ser o primeiro Papa em mais de 700 anos a renunciar ao cargo. A Igreja Católica em todo o mundo ficou chocada. Desgastado pela corrupção na Igreja e por uma série interminável de escândalos sexuais clericais, ele decidiu que a resolução de todos esses problemas estava fora de seu poder para um homem de sua idade. O último testamento está mais próximo de uma autobiografia do homem tímido e privado que permaneceu “escondido no mundo” em um antigo convento nos jardins do Vaticano. Ele quebra seu silêncio sobre questões como: o caso Vatileaks, em que seu mordomo vazou algumas de suas cartas pessoais que alegaram corrupção e escândalo no Vaticano; a presença de um “lobby gay” no Vaticano e como ele o desmantelou; sua suposta educação nazista; suas tentativas de limpar a “sujeira na igreja” (clerical abuso sexual) entre outras. Em um nível mais pessoal, ele escreve com grande admiração sobre seu sucessor, o Papa Francisco, que ele admite terum toque popular, uma qualidade que lhe falta. Muita controvérsia ainda envolve o Papado de Bento XVI – neste livro ele aborda essas controvérsias e revela como, em sua idade avançada, governar e reformar o Papado, e particularmente o Vaticano, estava além de suas capacidades.

Religião e Espiritualidade

Edições (1)

ver mais
Bento XVI. O Último Testamento

Similares

(14) ver mais
O homem que não queria ser Papa
Os Judeus do Papa
Francisco: O Papa dos Humildes
A Vida de Francisco

Resenhas para Bento XVI. O Último Testamento (1)

ver mais
Uma sincera e franca entrevista
on 9/4/17


O livro apresenta-nos uma conversa com o Papa Emérito Bento XVI e diversos assuntos relevantes são tratados: desde aspectos biográficos (sua família, a vida sob o regime nazista, sua atividade como professor e pastor de almas, os cargos que ocupou), bem como os posicionamentos e as polêmicas em que se envolveu durante a sua trajetória eclesiástica. Aqui e ali deparamo-nos com suas impressões a respeito de personagens como Hans Küng, Obama, Habermas... Uma leitura leve e agradável. I... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.7 / 12
5
ranking 75
75%
4
ranking 25
25%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

58%

42%

João gregorio
cadastrou em:
07/03/2017 18:59:36
Pri Paiva
editou em:
08/03/2017 11:40:20
Pri Paiva
aprovou em:
08/03/2017 11:40:35