Bíblia e psique

Bíblia e psique Edinger


Compartilhe


Bíblia e psique


O simbolismo da individuação no antigo testamento




Este livro reúne um corpo de literatura venerado por bem mais de dois milênios e um processo psicológico que foi descoberto apenas no século XX, através da obra de C. G. Jung. O Antigo Testamento documenta um diálogo contínuo entre Deus e o homem, tal como se expressa na história de Israel. Com as conquistas da psicologia profunda, a cronologia dos eventos bíblicos pode agora ser vista como análoga ao movimento psicológico em direção à totalidade do humano. Dessa forma, a Bíblia fornece um compêndio extraordinariamente rico de imagens arquetípicas que representam o encontro com o numinoso. Atualmente podemos entender essas imagens como representações do encontro entre o Ego e o Si-mesmo, que é o aspecto mais importante do processo de individuação. Com exemplos tirados de sonhos atuais e da prática psicoterápica, o autor ilumina esse enigmático processo que acontece em nossas vidas, relacionando-os com os eventos reveladores que se encontram na Bíblia.

Edições (1)

ver mais
Bíblia e psique

Similares

(3) ver mais
Ego e Arquétipo
The Bible as Dream: A Jungian Interpretation
Introdução ao Apocalipse

Estatísticas

Desejam10
Trocam1
Avaliações 4.5 / 2
5
ranking 50
50%
4
ranking 50
50%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

39%

61%

Charles
cadastrou em:
09/04/2013 10:28:47

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR