Para Isabel: uma mandala – Tabucchi, Antonio – Estação Liberdade

Para Isabel: uma mandala – Tabucchi, Antonio – Estação Liberdade

Nove círculos para contar a história de Isabel! Nove capítulos que, como círculos concentram, buscam um fim para um começo. Tadeus Slowacki, um escritor polonês, busca por seu antigo amor, Isabel, uma revolucionária portuguesa. Um resumo em poucas palavras em cada capítulo-círculo nos dá uma ideia do conteúdo: Terceiro círculo: Tecs. Lisboa. Absorção. ... Sétimo círculo. Fantasma que anda. Macau. Temporalidade. A estrutura é incrível, a narrativa de Tabucchi além de criativa, é de uma riqueza linguística que sempre me encantou. E não é apenas a história de Isabel que nos vai sendo contada, o pano de fundo ao ser levantado nos deixa ver quão sombrio foram os anos da ditadura salazarista (e que ditadura não deixou marcas terríveis?). Em sua busca, no final de cada círculo-encontro, Tadeus recebe uma “pista” que o leva a falar com diferentes personagens que sabem algo de Isabel. Círculos que não nos deixam tontos e sim, ansiosos por ajudar na busca. Isabel será encontrada?

Quote: “Os domingos de Lisboa, tal como podem ser certos domingos de Lisboa quando vem um denso nevoeiro atlântico e envolve a cidade. De manhã o que se faz?, vai-se à missa em S. Domingos, me dizia um amigo meu, e de tarde tomam-se quatro pingos de chuva e coça-se a barriga. Foi o que fiz. Mas não fui à missa, nem tomei quatro pingos de chuva nem cocei a barriga. E enfim chegou a noite.”

Tabucchi, Antonio: Nasceu em 1943, em Pisa. Foi professor de Língua e Literatura Portuguesa na Universidade de Genova e diretor do Instituto Italiano di Cultura em Lisboa. Estudioso de Fernando Pessoa, produziu ensaios sobre este autor e traduziu suas obras. Por mera formalidade, recebeu a nacionalidade portuguesa em 2004, já que, como admitia em suas entrevistas, sonhava frequentemente em português. Descobriu a leitura na infância por culpa de uma fratura e, quando teve maleita, um tio também lhe deu muitos livros. Para Isabel: uma mandala, é um romance póstumo de Tabucchi. Sua produção literária foi bastante premiada. Morreu em Lisboa em 2012.

#booklover #booklovers #amolivros #livros #euamoler #escritoresitalianos #editoraestaçãoliberdade #antoniotabucchi #paraisabelumamandala #romancepostumo