Brasil: Nunca Mais

Brasil: Nunca Mais Dom Paulo Evaristo Arns
James Wright


Compartilhe


Brasil: Nunca Mais





Um grupo de especialistas dedicou-se durante 8 anos a reunir cópias de mais de 700 processos políticos que tramitaram pela Justiça Militar, entre abril de 64 e março de 79. O resumo desta pesquisa está neste livro. Um relato doloroso da repressão e tortura que se abateram sobre o Brasil.
-- x --
ORELHAS:
"A tortura é o crime mais cruel e bárbaro contra a pessoa humana. Tradicionalmente se argumentou que a tortura era um meio de forçar as pessoas a falarem a verdade. A realidade de hoje, porém, mostra que, com os sofisticadíssimos instrumentos de tortura, não somente física mas mental também, é possível dobrar o espírito das pessoas e fazê-las admitir tudo quanto for sugerido pelo torturador. Esta é a própria negação da identidade humana legada por Deus, e contraria a vontade do nosso Criador. O que é especialmente intolerável nos dias de hoje é que, justamente quando a maioria dos povos subscreve o reconhecimento e defesa dos direitos humanos e a dignidade do ser humano, esses direitos estão sendo mais flagrantemente suprimidos e violados no mundo inteiro.

Cremos, como cristãos, que a única e verdadeira segurança nacional reside em facilitar a plena participação das pessoas na vida do seu país. Somente quando houver diálogo e uma vida de confiança e respeito mútuos entre as pessoas em todos os níveis da sociedade, somente então poderá existir a verdadeira segurança nacional.

Este livro não pretende ser meramente uma acusação, mas sim um convite para que todos nós reconheçamos nossa verdadeira identidade através das faces desfiguradas dos torturados e dos torturadores. Fazemos isso em nome de Cristo que foi torturado e crucificado para que tivéssemos vida em toda a sua plenitude. Na cruz, Jesus intercedeu pelos seus torturadores. Foi este Jesus que falou aos seus discípulos, assim como a nós: "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". E aquela verdade é conhecida e praticada quando se é justo e se afirma a dignidade de cada ser humano". (Philip Potter)
-- x --
CONTRACAPA:
"As experiências que desejo relatar no frontispício desta obra pretendem reforçar a ideia subjacente em todos os capítulos, a saber, que a tortura, além de desumana, é o meio mais inadequado para levar-nos a descobrir a verdade e chegar à paz.

Não há ninguém na Terra que consiga descrever a dor de quem viu um ente querido desaparecer atrás das grades da cadeia, sem mesmo pode adivinhar o que lhe aconteceu. O "desaparecido" transforma-se numa sombra que ao escurecer-se vai encobrindo a última luminosidade da existência terrena.

O que mais me impressionou, ao longo dos anos de vigília contra tortura, foi porém o seguinte: como se degradam os torturadores mesmos. Esse livro, por sua própria natureza, não pode dar resposta plena à questão.

Advertia um general, aliás contrário a toda tortura: quem uma vez pratica a ação, se transforma diante do efeito da desmoralização infligida. Quem repete a tortura quatro ou mais vezes se bestializa, sente prazer físico e psíquico tamanho que é capaz de torturar até as pessoas mais delicadas da própria família.

A imagem de Deus, estampada na pessoa humana, é sempre única. Só ela pode salvar e preservar a imagem do Brasil e do mundo. " (Paulo Evaristo, Cardeal Arns, Arcebispo Metropolitano de São Paulo)

História do Brasil / Não-ficção / Política / Sociologia

Edições (3)

ver mais
Brasil: nunca mais
Brasil: Nunca Mais
Brasil: Nunca Mais

Similares

(41) ver mais
Repressão e Resistência
1968: O Ano que Não Terminou
Batismo de Sangue
Apesar de Vocês

Resenhas para Brasil: Nunca Mais (23)

ver mais
Tortura
on 21/8/10


Se qualquer um acredita que a tortura ou a pena de morte são os modos corretos de se "educar ou re-educar" um cidadão, ou ainda de "formar uma sociedade mais justa", ou mesmo que o período do Governo Militar foi o mais próspero que o Brasil já vivenciou, deve ler este livro. Os relatos são impressionantes. A crueldade para com as pessoas que lutaram para que hoje tenhamos nossa liberdade são dignas de repúdios, assim como os mercenários que as aplicavam/sentenciavam. Brasil Autoritá... leia mais

Estatísticas

Desejam287
Trocam9
Avaliações 4.2 / 834
5
ranking 50
50%
4
ranking 29
29%
3
ranking 18
18%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

37%

63%

Euflauzino
cadastrou em:
19/12/2008 11:49:51
Helena
editou em:
12/01/2019 01:56:17