Breu

Breu Mário Araújo


Compartilhe


Breu





Já disse alguém que a vida em família pode ser tão benéfica para o indivíduo quanto a vida em uma gaiola é benéfica para um papagaio. A despeito da segurança e do apoio que proporciona, a vida entre familiares desgasta, enfraquece e limita.

O tipo de dano que a família pode provocar em seus membros é quase sempre inconsciente e difícil de identificar, porque é perpetrado em nome do amor, da união, das boas intenções.

Em seu belo romance, Breu, Mário Araújo conta a história de uma família que busca “proteção contra a fúria da natureza”. A natureza, no caso, é o dano auto infligido, a tendência à autodestruição.

O que une os membros dessa família, mais que os laços de sangue, são a experiência da perda e os mortos que compartilham, num legado de tragédia e decadência passado de pai para filho. Ou, como diz Mário Araújo sobre as mulheres da família: gerações que se sucediam dando origem a pássaros de voo cada vez mais curtos.

São essas mulheres que revelam a história da família: Úrsula, Edna, Inácia, Marli e Aline, filhas de uma mesma linhagem, que dividem as mesmas casas e desfilam um rosário de perdas, num itinerário geográfico-emocional que parte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina para desembocar em Curitiba, cidade em que vizinho não tem obrigação de cumprimentar vizinho, e em cujo clima leviano nunca se pode confiar.

Amor, inveja, ciúmes, mágoa: tudo isso distorce a objetividade das decisões familiares. Em Breu isso se torna claro nos diferentes momentos históricos em que os personagens aparecem. Mas existe redenção para a tragédia familiar: basta que se capte o significado da queda, basta que se aprenda a lição que cada tragédia traz.

Aprender com os erros de uma família, em um diálogo de gerações. Se o destino trágico é inelutável, o importante são as lições que você tirará dele. É isso o que propõe Mário Araújo, contista vencedor do Prêmio Jabuti, neste excelente e sensível romance.

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (1)

ver mais
Breu

Similares


Resenhas para Breu (0)

ver mais
Mário Araújo - Breu

Editora Faria e Silva - 248 Páginas - Projeto gráfico e Diagramação: Estúdio Castellani - Capa: Tom Catan - Lançamento: 2020. Mário Araújo conduz o seu romance de estreia com muita segurança ao utilizar diferentes vozes narrativas – todas de mulheres – para contar a trajetória de quatro gerações de uma mesma família ao longo de quarenta e cinco anos, iniciando em Porto Alegre e Santa Catarina até se estabelecer em Curitiba. O exercício de polifonia adiciona camadas com novos pontos ... leia mais

Vídeos Breu (1)

ver mais
Resenha: Breu, de Mário Araújo | Naneverso (e Prosa)

Resenha: Breu, de Mário Araújo | Naneverso (e


Estatísticas

Desejam4
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 2
5
ranking 67
67%
4
ranking 0
0%
3
ranking 33
33%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

22%

78%

Jenifer
cadastrou em:
02/11/2020 00:16:41
Jenifer
editou em:
02/11/2020 00:16:53