Cadeiras Proibidas

Cadeiras Proibidas Ignácio de Loyola Brandão


Compartilhe


Cadeiras Proibidas





Em Cadeiras Proibidas , Ignácio de Loyola Brandão diz muito desde uma época em que pouco se podia dizer. Publicado inicialmente em 1976, tempo em que o Brasil passava por momentos de medo e censura por causa da ditadura, o livro narra histórias que falam da realidade - do Cotidiano, do Corpo, do Clima, do Mundo, da Indagação, da Descoberta, da Ação e da Vida - escondendo-a através do fantástico. Resultado? Histórias que surpreendem o leitor, até hoje, desde a estranheza causada por seus títulos - O homem cuja orelha cresceu, O homem que dissolvia xícaras, O homem que atravessava portas de vidro - até as cenas surrealistas descritas e os finais intrigantes, questionadores ou, simplesmente, lacônicos e insólitos.
Estava contando os dedos, para saber se tinha cinco ou seis, quando viu, no banco à sua frente, um homem contando os cabelos.

http://www.globaleditora.com.br

Edições (4)

ver mais
Cadeiras Proibidas
Cadeiras Proibidas
Cadeiras Proibidas
Cadeiras Proibidas

Similares


Resenhas para Cadeiras Proibidas (14)

ver mais
Desafio Literário 2011 / Releitura - Grupo "Entre Nós" 2021
on 2/11/11


Cadeiras Proibidas é o segundo livro que leio de Ignácio de Loyola Brandão e é uma das boas descobertas que o Desafio Literário de 2011 me proporcionou e que tive a oportunidade ímpar de reler com o Grupo de Leitura "Entre Nós". A narrativa deste autor é vigorosa, humorada e irônica. Tenho a impressão de que Loyola vai escrevendo o que lhe vêm à cabeça e nos presenteia com os contos profundos que compõem essa obra que, na minha opnião, assim como "Não Verás País Nenhum", deveria ser l... leia mais

Estatísticas

Desejam24
Trocam4
Avaliações 4.0 / 236
5
ranking 35
35%
4
ranking 36
36%
3
ranking 25
25%
2
ranking 2
2%
1
ranking 2
2%

33%

67%

Lu
cadastrou em:
10/07/2010 08:59:33