Caro Michele

Caro Michele Natalia Ginzburg


Compartilhe


Caro Michele





Publicado em 1973, este romance apaixonante conta por meio de cartas a história de uma família em meio à Itália convulsionada do início dos anos 1970. Uma lição de literatura.

Apesar de ocupar o título do livro, Michele quase não aparece neste romance. O leitor conhece a vida do personagem através das cartas que recebe, principalmente de sua mãe, Adriana, da irmã, Angelica, e de amigos.

Ambientado em Roma no início dos anos 1970 – entre uma tentativa de golpe de Estado e a vitória dos fascistas –, este livro faz com que a violência política se espalhe sorrateiramente pelo que se narra como um gás que sufoca e cega. A clareza reticente da escrita de Natalia Ginzburg, sua maneira implícita de contar uma história, encontra seu auge nesta obra magnética.

"A voz de Natalia Ginzburg chega a nós com absoluta clareza em meio aos véus do tempo e da linguagem."
Rachel Cusk

"Estou completamente encantada com o estilo de Ginzburg – sua franqueza misteriosa, sua capacidade de revelar as coisas sem nunca ser artificial ou fria, mas sempre necessária, honesta, cristalina."
Maggie Nelson

"As cartas que compõem este romance – charmosas, hesitantes, sufocantes, fúteis, desagradáveis – são o material rico e maravilhoso das esperanças e aflições de uma família, seu convívio cheio de vida, suas contradições e segredos."
The Paris Review

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (3)

ver mais
Caro Michele
Caro Michele
Caro Michele

Similares

(13) ver mais
Léxico Familiar
Mrs. Dalloway
O Valor do Riso e Outros Ensaios
Bruno Shultz Ficção Completa

Resenhas para Caro Michele (18)

ver mais
Leitura agradável
on 12/3/21


Caro Michele, romance epistolar da italiana Natalia Ginzburg, escrito na década de 70, é um livrinho despretensioso, mas pungente, que me fisgou desde a primeira página. Histórias tristes, cartas tristes, de gente medíocre, de vida medíocre. Gente que, claramente, projeta sua felicidade no outro, no “se”, no “quando”. Leitura que ora faz doer, ora nos faz refletir, por vezes nos é indiferente. Damos de ombros, acho é pouco, quem mandou… Poxa, que pena! Que dó! Michele é um jovem ... leia mais

Estatísticas

Desejam95
Trocam2
Avaliações 4.2 / 173
5
ranking 42
42%
4
ranking 45
45%
3
ranking 13
13%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

23%

77%

Jenifer
cadastrou em:
11/08/2021 12:55:04
Jenifer
editou em:
11/08/2021 12:55:16

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR