Catrina e o Reino de Todos os Olhos

Catrina e o Reino de Todos os Olhos Richard Diegues


Compartilhe


Catrina e o Reino de Todos os Olhos





O Universo de Todos os Olhos é para onde todos que sonham são conduzidos pela Inconsciência. Ele existe desde que a primeira criatura pensante fechou os olhos e sonhou, moldando para si um pedaço do um universo em meio ao nada.

E Catrina e o Reino de Todos os Olhos acontece (em boa parte) nesse cenário onírico. Gigantes, fadas, monstros, manticores, dragões, e tudo o que sua mente pode imaginar, passei lado a lado com a pequena Catrina em sua jornada pelos três reinos deste universo.

E, mesmo que fosse apenas pela trama onde dragões e criaturas bizarras enfrentam criaturas místicas e cavaleiros de armaduras brilhantes, ou pelo fato de que tudo isso se passa em um universo de Sonhos e Pesadelos, ou ainda por esse Universo estar em risco devido aos passos de uma garotinha dentro deste mundo, ainda assim haveria algo mais a ser dito a respeito dessa obra: “Catrina” é um livro integrante da Coleção Universo de Todos os Olhos, iniciada com “Tempos de AlgóriA”. É uma obra recomendada para crianças dos 8 aos 80 anos de idade.

Apresentação da Obra, pela escritora Camila Fernandes

Imagine um mundo no qual sonho e realidade se tocam.
Agora, imagine de novo.
Ou você achou que ia acertar na primeira tentativa?
Em se tratando de Richard Diegues, você raramente acerta de primeira. Convenhamos: nos últimos 15 anos, esse sujeito foi autor ou co-autor de 14 livros, sendo este o décimo quinto. Uns são tão diferentes dos outros quanto uma coletânea de histórias de terror urbano (coleção Necrópole) pode ser de um romance sobre a magia do cotidiano (Magia – Tomo I), ou tão semelhantes (hein?) quanto uma aventura de fantasia infanto-juvenil (Tempos de AlgóriA) pode ser de um romance pós-cyberpunk (Cyber Brasiliana).
Então, se espera adivinhar alguma coisa sobre as próximas obras de Richard, pode esquecer. A única coisa que você pode esperar é surpreender-se a cada página.
Mas vou dar algumas pistas, só para atiçar sua curiosidade.
Neste mundo, onde sonho e realidade se tocam, as regras são bem parecidas com as do nosso mundinho, mas ao mesmo tempo são bem diferentes. Há leis, mas elas cuidam de se cumprir sozinhas. Há gente de todo tipo, mas, se você vir um sujeito muito alto, pode ter certeza de que é um autêntico gigante, e, se arranjar um colega muito baixinho, desconfie: ele pode ser um duende vindo direto do Reino dos Pesadelos.
Há animais grandes e pequenos, peludos e escamosos, voadores e rastejantes. E você pode pedir informações a qualquer um deles, que conseguirá uma resposta no seu idioma, clara e com invejável dicção. Mas isso não quer dizer que sempre ouvirá a verdade. Muito cuidado nessa parte. Sonhos também podem mentir. Na verdade, eles têm o hábito de falar a verdade, mas de forma tão enigmática que a gente sempre fica em dúvida. No final, é tudo uma questão de perspectiva: você é o sábio chinês que sonhou ser uma borboleta ou a borboleta que sonhou ser um sábio chinês?
Talvez você seja até uma menina chamada Catrina, deitada em uma cama de hospital, vítima de uma doença incurável. Talvez suas perninhas fracas não possam mais levá-la para correr e brincar. Talvez sua mãe não queira lhe dizer que as coisas não vão terminar como ambas gostariam. Mas o que conta, mesmo, é que você ainda pode fechar seus olhos e sonhar. Pode sonhar que seus melhores amigos são um sapo colorido e um príncipe caolho, filho de um rei que foi combater dragões e nunca mais voltou. Pode sonhar que vai conhecer a rainha adormecida, que se sacrificou por seu amor perdido. Pode sonhar em enfrentar pessoalmente o grande dragão – ou será uma grande dragona? – que ameaça a paz de todos os reinos.
Ou talvez você acorde amanhã em seu quarto no Castelo Trino, no Reino de Todos os Olhos, e lembre-se vagamente de ter sonhado que era uma menininha num hospital. O importante é que você e Catrina continuem sonhando, pois quem tem sonhos tem tudo.
O resto, não terá graça nenhuma se eu contar. Deixe que Richard Diegues lhe conte. Afinal, ele é um sonhador experiente. Basta virar a página e fechar os olhos. Ou abri-los.

Edições (1)

ver mais
Catrina e o Reino de Todos os Olhos

Similares


Resenhas para Catrina e o Reino de Todos os Olhos (4)

ver mais
on 11/6/12


Este livro eu terminei de ler semana passada e só posso dizer: Maravilhoso! Sou fã de fantasia e aventura, e em nada este livro deixa a desejar nestes quesitos. Eu comprei este livro no evento “Bagunça literária” onde conheci seu escritor Richard Diegues pessoalmente e sua família maravilhosa! Recebi ótimas dicas que estão guardadas em minha mente e sonhos o qual vou seguir o mais perto possível. Bom, vamos ao breve resumo: Catrina é uma jovem cheia de vida, alegre e espontânea. Uma... leia mais

Estatísticas

Desejam5
Trocam1
Avaliações 4.5 / 15
5
ranking 67
67%
4
ranking 27
27%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 7
7%

28%

72%

Richard Diegues
cadastrou em:
26/01/2012 14:48:23

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR