Clara manhã de quinta à noite

Clara manhã de quinta à noite Don Wood...


Compartilhe


Clara manhã de quinta à noite


uma história sem pé nem cabeça




“Numa clara manhã de quinta-feira à noite, acordei e sonhei que tinha morrido; meu galo vermelho põe um ovo e me chama cocorocó e me tira da cama; vesti a roupa para meu enterro, uma festa bem simples com muito luxo; os convidados contentes choram o tempo inteiro até os mais pobres cheios do dinheiro; quando a banda tocou gelatina de osso, todos nós sentamos para dançar, aí apareceu uma batata Argentina sem roupa com calça de gabardina; que bom ver você novamente – falei - e a primeira vista me apaixonei, vamos comer que morro de sede – ele disse – e de uma só bocada comi o infeliz; veja o que fez comigo – gritou o crocodilo – comeu o estranho, meu melhor amigo; eu não fiz isso – sorri arrependida – e não vou fazer de novo é o que lhe digo; como tenho pressa, demoro a contar, a batata Argentina pudemos salvar, aí o crocodilo fez o nosso casamento e ficamos solteiros no mesmo momento; eu sabia, sabia, eu tinha certeza, por isso gritei muito surpresa: aí vem um bebê sem nenhum cabelo com um topete na testa como um novelo; eu sou mentirosa, mas a estória é verdade e o fim acontece antes da metade; se você acreditou nessa mentira verdadeira recomece do fim toda brincadeira”.

Edições (1)

ver mais
Clara manhã de quinta à noite

Similares


Resenhas para Clara manhã de quinta à noite (1)

ver mais
Maluquice
on 1/2/12


Os desenhos do livro são pra lá de maravilhosos. Só eles já nos prendem. A história é absurdamente divertida. A brincadeira de dizer uma coisa e contra dizer é demais. Indico a leitura e a releitura e a releitura da releitura da leitura.... leia mais

Estatísticas

Desejam6
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.5 / 55
5
ranking 67
67%
4
ranking 16
16%
3
ranking 13
13%
2
ranking 2
2%
1
ranking 2
2%

19%

81%

Álisson Patrício
cadastrou em:
28/05/2010 00:17:18