Como aprendemos

Como aprendemos Benedict Carey


Compartilhe


Como aprendemos


A surpreendente verdade sobre quando, como e por que o aprendizado acontece




Desde muito cedo, somos adestrados: nervosismo, distração e falta de conhecimento são inimigos do sucesso. Afirma-se que a aprendizagem se resume à autodisciplina, que devemos estabelecer as áreas de estudo nas quais queremos nos concentrar, desligar o som e manter um rígido ritual se quisermos gabaritar a prova, memorizar a apresentação a ser feita ou arrasar na audição de piano. E se tudo que já nos disseram sobre o processo de aprendizagem estiver errado? E se houver uma forma de sermos mais bem-sucedidos com menos esforço? Em Como aprendemos, o premiado jornalista Benedict Carey faz uma varredura em décadas de pesquisas e estudos que se tornaram referência na área de educação e revela como o cérebro absorve e retém informações – desde o momento em que nascemos, aprendemos de forma rápida, eficiente e automática. No entanto, na ânsia de sistematizar o processo, ignoramos ferramentas de aprendizado valiosas e naturalmente agradáveis, como o esquecimento, o sono e os devaneios. Uma mesa em um ambiente silencioso é realmente a melhor maneira de estudar? Variar a rotina de estudo potencializa a memória? Há momentos em que uma distração pode ser benéfica? A repetição é necessária? A busca de Carey por essas respostas resultou em diversas estratégias que tornam a aprendizagem parte da vida diária – em vez de uma obrigação. Ao testar in loco muitas das contra intuitivas técnicas descritas neste livro, Carey demonstra como podemos trabalhar os músculos neurais que possibilitam o aprendizado profundo. Ao longo do livro, o autor explica por que os professores deveriam aplicar a prova final no primeiro dia de aula, por que devemos intercalar assuntos e conceitos quando aprendemos algo novo e quando é mais adequado ficarmos acordados até mais tarde para a preparação de uma apresentação e não nos levantarmos cedo para uma última revisão em cima da hora. Se tudo isso parece inacreditável demais para ser verdade, é porque o estudo desafia as tradicionais suposições sobre como aprendemos. O cérebro não é como um músculo, pelo menos não no sentido mais óbvio. É totalmente diferente, sensível ao estado de espírito, ao timing, aos ritmos circadianos, ao local e ao ambiente. Para dizer o mínimo, não acata ordens muito bem. Se o cérebro é uma máquina de aprendizagem, trata-se de uma máquina muito excêntrica. Benedict Carey nos mostra como explorar as peculiaridades do cérebro a nosso favor.

Educação / Medicina e Saúde / Psicologia

Edições (1)

ver mais
Como aprendemos

Similares

(30) ver mais
A Mais Pura Verdade Sobre a Desonestidade
A História do Corpo Humano
Previsivelmente Irracional
O Cérebro Imperfeito

Resenhas para Como aprendemos (13)

ver mais
Usando o cérebro do jeito certo
on 1/2/20


Um livro para ser o primeiro de qualquer lista. Te ensina a ler de forma produtiva e asssim aplicar o se aprende em outros livros, ou até mesmo e principalmente para estudar. Seguindo as técnicas você pode não só aprender como provavelmente nunca mais esquecer. Bem útil na hora de aprender uma nova língua né .... leia mais

Vídeos Como aprendemos (2)

ver mais
COMO APRENDEMOS ?BENEDICTCAREY|| Um livro para autodidatas ANNAINTIMISTA #leituracientifica

COMO APRENDEMOS ?BENEDICTCAREY|| Um livro par

Como Aprender de Maneira INTELIGENTE - COMO APRENDEMOS - Benedict Carey - Resumo Completo Audiobook

Como Aprender de Maneira INTELIGENTE - COMO A


Estatísticas

Desejam109
Trocam1
Avaliações 4.1 / 176
5
ranking 41
41%
4
ranking 41
41%
3
ranking 14
14%
2
ranking 2
2%
1
ranking 1
1%

52%

48%

Mel
cadastrou em:
14/06/2015 11:19:15
Jim
editou em:
29/11/2018 02:25:11

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR