Confúcio

Confúcio Confúcio


Compartilhe


Confúcio


Os analectos




Os analectos são uma compilação de ensinamentos de Confúcio (551-479 a.C.) realizada pelos seus discípulos após a morte do mestre e de uma influência incomensurável no oriente, principalmente na China. Mais do que uma filosofia, trata-se de uma "visão de vida": o ponto central da obra de Confúcio, o homem moralmente ideal e como atingir tal excelência moral, é algo a ser construído aos poucos e a todo momento, nas pequenas ações diárias.
Se a meta de Confúcio era a excelência moral e de caráter, ao alcance de todos os homens, os meios para se chegar a ela eram o cultivo da benevolência, sabedoria e coragem. E tais páginas não estão desprovidas da qualidade do pensamento oriental que ensina contemplação, simplicidade e desapego: a recompensa pelo aperfeiçoamento moral não está nem nessa vida nem na próxima, ma no próprio aperfeiçoamento.
De tão rico e sutil, o pensamento de Confúcio dificilmente pode ser parafraseado ou resumido. Mas, por tratar de questões como respeito aos mais velhos, os deveres de cada um e a necessidade de uma pessoa buscar coerência entre o que diz e o que faz, Os analectos tornam-se um contraponto essencial no mundo de hoje, de decadência de valores morais.

Edições (5)

ver mais
Os Analectos
Confúcio
Os Analectos
Os Analectos

Similares

(5) ver mais
Tao Te Ching
Discurso decisivo
Poesia Completa de Yu Xuanji
Confúcio e o Mundo que Ele Criou

Resenhas para Confúcio (6)

ver mais
on 26/9/09


Ninguém pode compreender a China e o modo de pensar do povo chinês sem compreender o pensamento de Confúcio. Ele é um espelho da China, ao mesmo tempo que a China, em todas as eras, é um espelho de Confúcio.... leia mais

Estatísticas

Desejam65
Trocam9
Avaliações 3.9 / 195
5
ranking 32
32%
4
ranking 33
33%
3
ranking 27
27%
2
ranking 5
5%
1
ranking 3
3%

72%

28%

Dover
cadastrou em:
01/06/2012 19:15:17