Cortesia: Uma Mulher Vestida de Sol

07 dias | 12h | 00min | 00s

Primeira peça teatral escrita por Ariano Suassuna, a tragédia "Uma Mulher Vestida de Sol", de 1947, apresenta como temas centrais o conflito pela delimitação de terras, a questão da palavra de honra e o amor impossibilitado pela luta entre clãs. Já nessa primeira incursão pela dramaturgia, o autor deixa bastante claras as influências recebidas do Romanceiro Popular Nordestino, bem como do teatro espanhol, de Calderón a García Lorca, e da tragédia elisabetana, sobretudo com a inclusão de dois personagens risíveis — o juiz e o delegado — que proporcionam instantes de leveza à atmosfera predominantemente pesada da peça. O texto original, reescrito em 1958, teve sua primeira edição apenas em 1964. Depois da adaptação assinada pelo próprio autor para uma versão televisiva, levada ao ar em 1994 pela Rede Globo, novas alterações foram feitas. A partir daí, o texto foi finalmente liberado para as edições que vêm se sucedendo até os nossos dias, demonstrando a sua alta voltagem poética e o poder de encantamento que tem exercido sobre os leitores. "Uma Mulher Vestida de Sol", segundo Hermilo Borba Filho, que assina o prefácio, “é a primeira grande tragédia produzida no Nordeste”.
ISBN-13: 9786556403403
ISBN-10: 6556403407
Ano: 2022
Páginas: 216
Idioma: br
Autor: Ariano Suassuna
Gênero: Literatura Brasileira,Não-ficção,Romance,
 
Disponíveis: 5 Participantes: 8800