Cosmos

Cosmos Witold Gombrowicz


Compartilhe


Cosmos





Quem cometeu o crime mais esquisito da história da literatura detetivesca, presente logo às primeiras páginas de Cosmos, o último romance de Witold Gombrowicz? Terá sido um dos membros daquela família extravagante que acolhe o narrador na pensão de província durante suas férias? O pater familias, com seus hilariantes acessos histéricos à mesa? A mãe gordinha e repressora? A bela e silente Lena, filha do casal, tresandando uma sufocada sensualidade? A empregada de lábios reptilianos? Fuks, o repelente escudeiro do narrador?



As pistas para a resolução do enigma ao mesmo tempo macabro e burlesco talvez estejam naquelas manchas e riscos no teto da sala de jantar e do quarto que parecem formar constelações de significados, do mesmo jeito que as estrelas no céu compõem as figuras clássicas da astronomia antiga. Pelo menos é isso que o narrador se esforça para ver ali, em sua ânsia por ordem e significado em meio a um mundo louco que lhe parece perigosamente à deriva.



O culpado pode ser qualquer um, ou nenhum, dos excêntricos personagens que se movem em meio à neblina onírica de Cosmos. Talvez o dedo detetivesco do narrador aponte para si mesmo. Ou, hipótese ainda mais eletrizante, para o próprio leitor. Quem se aventura?

Edições (2)

ver mais
Cosmos
Cosmos

Similares

(15) ver mais
Ferdydurke
ferdydurke
Pornografia
O Imitador de Vozes

Resenhas para Cosmos (4)

ver mais
Livro, resenha, pensamento, sonho... Cosmos
2 weeks ago


Uma leitura inquietante que prende a atenção do leitor do começo ao fim. É como sonhar, pra ser sincero ter um pesadelo em que não se pode acordar facilmente, assim é Cosmos! Participei dessa experiência e gostei bastante!... leia mais

Estatísticas

Desejam32
Trocam1
Avaliações 4.0 / 38
5
ranking 37
37%
4
ranking 42
42%
3
ranking 11
11%
2
ranking 8
8%
1
ranking 3
3%

53%

47%

Helena
cadastrou em:
24/03/2009 20:24:49