Crepúsculo dos Ídolos

Crepúsculo dos Ídolos Friedrich Nietzsche


Compartilhe


Crepúsculo dos Ídolos


ou Como Se Filosofa com o Martelo




"Crepúsculo dos Ídolos" foi a penúltima obra de Nietzsche, escrita e impressa em 1888, pouco antes de o filósofo perder a razão. O próprio Nietzsche a caracterizou como um aperitivo, destinado a abrir o apetite dos leitores para a sua filosofia. Trata-se de uma síntese e introdução a toda a sua obra, e ao mesmo tempo uma "declaração de guerra". É com espírito guerreiro que ele se lança contra os "ídolos", as ilusões antigas e novas do Ocidente: a moral cristã, os grandes equívocos da filosofia, as idéias e tendências modernas e seus representantes. De tão variados e abrangentes, esses ataques compõem um mosaico dos temas e atitudes do autor: o perspectivismo, o "aristocratismo", o realismo ante a sexualidade, o materialismo, a abordagem psicológica de artistas e pensadores, o antigermanismo, a misoginia.

Filosofia

Edições (14)

ver mais
Crepúsculo dos Ídolos
Crepúsculo dos Ídolos
Crepúsculo dos ídolos
Crepúsculo dos Ídolos

Similares

(9) ver mais
O mal-estar na cultura
O Alcorão
A Gaia Ciência
Aurora

Resenhas para Crepúsculo dos Ídolos (38)

ver mais
Muitas críticas ácidas para...
on 2/3/16


Ler Nietzsche é abrir sua cabeça para um mar de perguntas e estar preparado para uma argumentação nada ponderada sobre o que é criticado, muitas vezes mal interpretado e até parecer tomar uma postura utópica diante do que vivemos hoje. É preciso ter paciência para por "os pingos nos ís". O principal objetivo do autor nesse livro é tentar através do texto ácido retirar as bases de quem se sustenta numa filosofia cristã. Venho talvez há duas semanas tentando entender melhor esse livro... leia mais

Vídeos Crepúsculo dos Ídolos (1)

ver mais
Crepúsculo dos ídolos

Crepúsculo dos ídolos


Estatísticas

Desejam260
Trocam36
Avaliações 4.1 / 1.527
5
ranking 42
42%
4
ranking 35
35%
3
ranking 18
18%
2
ranking 4
4%
1
ranking 1
1%

58%

42%

Déa Paulino
cadastrou em:
14/01/2009 20:53:48