Dinamite ao meio-dia

Dinamite ao meio-dia Luís Dill


Compartilhe


Dinamite ao meio-dia





Um psicopata quer entrar para a história promovendo grande atentado em Curitiba. Ele explodirá um dos pontos turísticos da capital paranaense. Em sua determinação, elabora jogo com uma série de caça-palavras. Eles são remetidos a Hamílcar, garoto de 13 anos atormentado pelo assassinato do pai ocorrido anos atrás. Sem perceber a gravidade da situação, nem o motivo do jogo, o menino tentará achar a solução do mistério.

Edições (1)

ver mais
Dinamite ao meio-dia

Similares


Resenhas para Dinamite ao meio-dia (1)

ver mais
on 10/4/10


Na época que li, achei o pior livro do mundo, mas - talvez - se ler de novo, mude de opinião.... leia mais

Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.1 / 15
5
ranking 13
13%
4
ranking 7
7%
3
ranking 53
53%
2
ranking 27
27%
1
ranking 0
0%

22%

78%

Matheus
cadastrou em:
04/09/2009 07:54:34