Dona Leopoldina

Dona Leopoldina Glória Kaiser


Compartilhe


Dona Leopoldina


Uma Habsburgo no Trono Brasileiro




Ainda que seja um romance, “Dona Leopoldina” mantém fidelidade histórica a fatos, documentos, cartas e relatos da época. Como explica a escritora, também autora do livro Um Diário Imperial, que conta a vida de Leopoldina do nascimento até a chegada ao Brasil, romances históricos exigem longa e exaustiva pesquisa. O personagem ganha vida, caráter e temperamento na realidade, nos acontecimentos verdadeiros e nos registros existentes. O romance de Gloria Kaiser é resultado de demorada pesquisa, no Brasil e na Áustria, que permitiu torná-lo igualmente fascinante em três planos narrativos: o relato de fatos históricos fundamentais, a descrição minuciosa e bem humorada dos hábitos e costumes brasileiros em choque com a cultura européia, e, principalmente, a apaixonada e sofrida relação de Leopoldina com o homem que amou.



O romance é narrado num ritmo de montanha-russa. Por dez dias, em dezembro de 1826, Leopoldina ardeu em febre e foi tomada por delírios, até morrer, no dia 11, longe de Pedro I e cercada pelos cinco filhos, entre os quais o mais novo e herdeiro do trono, Pedro II. A provável exaltação mental e espiritual de Leopoldina, revisitando cada momento importante de sua curta vida de menos de 30 anos, inspirou Gloria Kaiser a contar a história de sua personagem da mesma perspectiva: sem respeito pela cronologia.



Estes momentos são descritos em linguagem envolvente, por vezes cinematográfica, que induzem à leitura de um fôlego só. Como quando Leopoldina foge dos conflitos entre portugueses e patriotas que fizeram o Rio arder em chamas e é salva por índios no momento em que sua carruagem afunda num pântano. Ou quando a austríaca de educação refinada abdica de muitos de seus princípios para salvar a filha recém-nascida, que ficara cega, em consulta com uma mãe-de-santo, cercada de escravos e negros alforriados, que tentavam tocá-la e a chamavam de “mãe”.

Edições (2)

ver mais
Dona Leopoldina
Dona Leopoldina

Similares

(23) ver mais
El Imperio eres tú
D. Leopoldina
A Biografia Íntima de Leopoldina
A Carne e o Sangue

Resenhas para Dona Leopoldina (2)

ver mais
Pobre Imperatriz
on 12/1/09


Eu já conhecia um pouco da história de D. Leopoldina e que D. Pedro I era uma pessoa de caráter bastante difícil. A Imperatriz com certeza sofreu bastante ao ver seu marido ausentar-se de sua cama além de redirecionar um maior volume de recursos para a manutenção da casa da concubina, a Marquesa de Santos, deixando seu palácio em condições bastante simplórias. Quanto ao livro em si, achei que a forma de exposição que a autora adotou tornou a compreensão um pouco confusa, as datas ava... leia mais

Estatísticas

Desejam12
Trocam1
Avaliações 4.0 / 30
5
ranking 43
43%
4
ranking 17
17%
3
ranking 37
37%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

27%

73%

Fotossíntese
cadastrou em:
12/01/2009 20:40:50