php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Temporary failure in name resolution Dr. Jivago - Boris Pasternak
Dr. Jivago

Dr. Jivago Boris Pasternak


Compartilhe


Dr. Jivago


Coleção Clássicos da Folha




Doutor Jivago entrou para a história do cinema como um dos maiores dramas épicos de todos os tempos. Dirigido por David Lean, o filme é baseado no romance homônimo de Boris Pasternak. A Revolução Russa de 1917 serve de cenário para a história de amor entre Yuri Jivago, um jovem médico aristocrata e Lara Antipova, uma enfermeira que foi estuprada antes do conflito eclodir por Victor Komarovsky, um político sem escrúpulos.



A história é narrada em flashback por Yevgraf Jivago (Alec Guiness), o meio-irmão de Yuri que procura a sua sobrinha, que seria a filha de Jivago com Lara. Enquanto Strelnikoff/ Pascha Antipov (Tom Courtenay) representa o "mal" e viaja sempre num trem negro pelas estepes russas, Yevgraf representa o "bom" elemento da revolução bolchevique.



Yuri Jivago (Omar Sharif) é um talentoso poeta e dedicado cirurgião, um homem das artes e da medicina como Tchekhov. Ainda criança, fica órfão e vai para Moscou, onde é criado por seus pais adotivos, Alexander Gromeko e sua mulher, Anna. Já adulto, casa-se com a aristocrática Tonya (Geraldine Chaplin), filha de seus pais adotivos.



Lara Antipova (Julie Christie) é uma jovem estudante de 17 anos, comprometida com Pasha Antipov (Tom Courtenay), um jovem idealista que se torna um vingativo revolucionário. Ela é estuprada pelo desonesto e devasso amante de sua mãe, o aproveitador Victor Komarovsky (Rod Steiger).



Durante a Primeira Guerra Mundial, Yuri conhece Lara, agora enfermeira do exército, quando juntos cuidam dos soldados feridos vindos do front, momento em que se apaixonam.



De volta à capital Moscou, Yuri continua sua vida com Tonya, mas Lara, casada com Pasha Antipov, não sai de seus pensamentos e, poeticamente, passa a ser sua musa inspiradora.



Quando estoura a revolução comunista russa contra o Czar, Yuri, sua mulher e o filho fogem de Moscou e se instalam em sua propriedade no campo. É quando ele descobre Lara num vilarejo próximo, iniciando um tórrido romance, com ela se tornando a grande paixão de sua vida.



O filme conquistou cinco prêmios do Oscar nas categorias de melhor roteiro adaptado, melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor figurino e melhor trilha sonora, pelo excelente trabalho de Maurice Jarre, imortalizando o Tema de Lara. Foi ainda indicado ao Oscar nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor ator coadjuvante (Tom Courtenay), melhor edição e melhor som.



Entre as curiosidades do filme, está o fato de que ele foi proibido na então União Soviética até 1994. Além disso, Omar Sharif tinha pedido ao diretor David Lean para fazer o papel de "Pasha" e ficou surpreso quando ele o convidou para o papel de Jivago.



O ator que fez o papel do jovem Yuri é o filho de Omar Sharif na vida real. David Lean queria originalmente Marlon Brando para o papel do inescrupuloso Victor Komarovsky e lhe enviou o roteiro. Mas Marlon Brando jamais respondeu. Como a obra de Boris Pasternak era proibida na União Soviética, as filmagens de "Doutor Jivago" foram realizadas na Espanha, durante o regime do general Francisco Franco, ferrenho inimigo da proposta comunista.



Doutor Jivago pode ser considerado uma grande história de amor, mas não é só isso. Sua grandeza não se resume ao seu lado romântico. Ela se apóia em diversos aspectos da história e do modo como foram realizadas as imagens.



É sem dúvida um filme de grandes imagens. Seja pela imensidão da Rússia, onde todas as paisagens são vastas, seja pela grandeza da Revolução Bolchevique ou pela grandeza do amor entre Jivago e Lara. É um filme que compreende um longo período de tempo da história de um país e da vida de várias pessoas. Como medida para marcar a passagem do tempo, Lean utiliza as paisagens e as mudanças de estações do ano para marcar os períodos e com isso criar seqüências de beleza extraordinária. A fotografia ganha em importância e Lean desenha a obra-prima com o pincel de um mestre ciente de sua grandeza.



"Doutor Jivago" apresenta uma série de cenas memoráveis, como a da Revolução Bolchevique e dos protestos nas ruas geladas de São Petersburgo, ou a de uma criança que surge através de uma vidraça gelada, ou ainda a de uma flor que vira com o tempo o rosto de Lara, entre muitas outras. Um verdadeiro épico.

Literatura Estrangeira

Edições (3)

ver mais
Dr. Jivago
Doutor Jivago
Dr. Jivago

Similares

(3) ver mais
Nada de Novo no Front
Os Frutos Selvagens da Sibéria
Os Segredos que Guardamos

Resenhas para Dr. Jivago (4)

ver mais
Leitura recomendada para "leitores experientes"
on 30/4/11


Comecei a leitura deste livro quando tinha 13 anos. Não aguentei e abandonei. Dei nova chance aos 28 anos, e o livro se mostrou uma obra que merece ser lida. Como todo romance russo, entender a histórica implica em entender a psicologia dos múltiplos personagens, alguns com passagens pontuais pela narrativa, tarefa dificultada pela utilização de diversos apelidos e variações do nome por personagem. Nota-se que o autor contrói personalidades complexas para os personagens, especialmente ... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam1
Avaliações 4.3 / 67
5
ranking 51
51%
4
ranking 34
34%
3
ranking 10
10%
2
ranking 1
1%
1
ranking 3
3%

30%

70%

Marcelo Amado
cadastrou em:
09/08/2009 21:40:21
Laria
editou em:
04/12/2017 17:48:36