Duas viagens ao Brasil

Duas viagens ao Brasil Hans Staden


Compartilhe


Duas viagens ao Brasil (L&PM Pocket #674)


primeiros registros sobre o Brasil




Duas vezes em meados do século XVI, o mercenário e arcabuzeiro alemão Hans Staden (c. 1524-c. 1576) aportou nas costas do recém-descoberto Brasil. A primeira, em 1549, passando por Pernambuco e pela Paraíba, e a segunda, em 1550, quando chegou na ilha de Santa Catarina, dirigindo-se posteriormente à capitania de São Vicente, no litoral sul do atual estado de São Paulo. Na segunda viagem, como viera a bordo de um navio espanhol, foi preso pelo governador-geral, o português Tomé de Sousa, e em seguida capturado pelos índios tamoios, inimigos dos tupiniquins e dos portugueses e aliados dos franceses. O jovem Staden viveu para contar o que viu: paisagens virgens, riquezas inexploradas e a prática ritual do canibalismo, do qual por muito pouco não foi vítima. O livro com o seu relato foi publicado em 1557, em Marburgo, Alemanha, ilustrado por xilogravuras anônimas (reproduzidas nesta edição) baseadas nas suas descrições, e imediatamente tornou-se um best-seller em toda Europa. Trata-se da mais acurada e impressionante descrição do banquete antropofágico – o festim canibal praticado pelos povos Tupi. É, também (junto à Carta de Pero Vaz de Caminha) umas das primeiríssimas reportagens realizadas sobre os povos que viviam no que viria a ser o Brasil, um eletrizante relato feito por, como diz Eduardo Bueno no prefácio, "um estrangeiro em um mundo estranho". Com um estilo coloquial e direto, eis um livro soberbo e necessário, fundamental para a cultura brasileira.

História / História do Brasil

Edições (1)

ver mais
Duas viagens ao Brasil

Similares

(1) ver mais
O Fundador

Resenhas para Duas viagens ao Brasil (1)

ver mais
Uma delícia
on 16/6/21


Que Hans Staden me perdoe, mas realmente não há melhor adjetivo para descrever essa obra do que fazendo uma piada com antropofagia, haha. Eu descobri esse livro graças ao ensino médio e fiquei OBCECADA, mas tanto na época como nos anos que se seguiram, ou eu não tinha dinheiro, ou não achava livro. Felizmente o Kindle Unlimited me proporcionou essa experiência incrível de imersão histórica que é esse livro. Pessoalmente, eu não acho que todo o conteúdo é fictício, mas que no máximo ... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 2
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

80%

20%

João gregorio
cadastrou em:
11/12/2020 22:47:45
Henrique
editou em:
18/04/2021 20:31:19

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR