E eu não sou uma mulher?

E eu não sou uma mulher? bell hooks


Compartilhe


E eu não sou uma mulher?


Mulheres negras e feminismo




Uma obra esclarecedora sobre a mulher negra e os preconceitos socio-culturais ainda presentes.

Clássico da teoria feminista, Eu não sou uma mulher? tornou-se leitura obrigatória para as pessoas interessadas nas questões relacionadas à mulheridade negra e na construção de um mundo sem opressão sexista e racial.

Sojourner Truth, mulher negra que havia sido escravizada e se tornou oradora depois de liberta em 1827, denunciou, em 1851, na Women’s Convention – no discurso que ficou conhecido como Ain’t I a Woman – que o ativismo de sufragistas e abolicionistas brancas e ricas excluía mulheres negras e pobres. A partir do discurso de Truth, que dá título ao livro, hooks discute o racismo e sexismo presentes no movimento pelos direitos civis e no feminista, desde o sufrágio até os anos 1970. Além de examinar o impacto do sexismo nas mulheres negras durante a escravidão, a desvalorização da mulheridade negra, o sexismo dos homens brancos e negros, o racismo entre as feministas, os estereótipos atribuídos a mulheres negras, o imperialismo do patriarcado e o envolvimento da mulher negra com o feminismo, hooks pretende levar nosso pensamento além das suposições racistas e sexistas.

O resultado é um trabalho revolucionário, um livro imprescindível, a ser lido por todas as pessoas que lutam para tornar o mundo um lugar livre de opressões de raça, cor, classe e gênero.

Ensaios / Política / Sociologia

Edições (1)

ver mais
E eu não sou uma mulher?

Similares

(6) ver mais
Teoria Feminista
O feminismo é para todo mundo
Erguer a voz
Mulheres, raça e classe

Resenhas para E eu não sou uma mulher? (2)

ver mais
Questionador e visionário
2 weeks, 5 days ago


Escolhi, antes de resenhar este livro, ler outras obras de bell hooks. “E eu não sou uma mulher?: mulheres negras e feminismo” é seu livro de estreia e, em “Erguer a voz: pensar como feminista, pensar como negra”, ela olha para trás, vendo seu primeiro livro como fruto de sua necessidade de autorrecuperação, de entender a realidade de mulheres negras nos Estados Unidos, a fim de fugir das normas colonizadoras de uma sociedade supremacista branca e machista. . Em “E eu não sou uma mul... leia mais

Estatísticas

Desejam55
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.8 / 4
5
ranking 75
75%
4
ranking 25
25%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

6%

94%

Jenifer
cadastrou em:
01/11/2019 22:36:45
Jenifer
editou em:
26/01/2020 15:11:09