É possível salvar a Europa?

É possível salvar a Europa? Thomas Piketty




É possível salvar a Europa?





Reunião de crônicas mensais publicadas no jornal Libération de setembro de 2004 a dezembro de 2011, É possível salvar a Europa? traz as análises e os pensamentos de Thomas Piketty sobre o continente europeu durante um período profundamente marcado pela crise financeira mundial desencadeada em 2007-2008.
O autor discorre sobre questões de grande peso para o cenário econômico atual, como o papel desempenhado pelos bancos centrais para evitar o colapso da economia mundial e as semelhanças e diferenças entre a crise irlandesa e a grega. Além disso, aborda temas classicamente domésticos, como justiça fiscal, reforma da previdência e o futuro das universidades.
Todos esses assuntos, porém, orbitam grandes questões centrais: Estará a União Europeia à altura das esperanças nela depositadas? A Europa voltará a ser a potência continental e o espaço de soberania democrática, retomando assim o controle de um capitalismo globalizado que se tornou desvairado? Ou será, mais uma vez, apenas um instrumento tecnocrático da desregulamentação, da concorrência generalizada e do rebaixamento dos Estados perante os mercados?
Respostas a essas e outras perguntas são propostas pelo autor nas mais de oitenta crônicas do livro, marcadas pela linguagem prática e acessível que torna suas publicações objeto do interesse não só de políticos e economistas, mas do público em geral.


Ensaios / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
É possível salvar a Europa?

Similares

(5) ver mais
O Capital no Século XXI
A Economia da Desigualdade
A Europa Alemã
Guerras Santas

Resenhas para É possível salvar a Europa? (1)

ver mais
on 8/11/16


O autor escreve de maneira clara, didática e objetiva, fazendo com que muitos não familiarizados com Economia se sintam experts no assunto após ler suas obras, pelo menos no que se relaciona aos seus pontos de vista. E, no que se refere a estes pontos de vista, apesar de concordar com muitos deles, como a progressividade fiscal como principal solução para a redução das desigualdades sociais, de outros discordo, pois vejo neles uma tendência um pouco obsessiva para o excesso de regulam... leia mais

Estatísticas

Desejam41
Trocam1
Avaliações 2.8 / 8
5
ranking 13
13%
4
ranking 25
25%
3
ranking 13
13%
2
ranking 25
25%
1
ranking 25
25%

56%

44%

Carolina
cadastrou em:
25/09/2015 12:09:50
Vivi
aprovou em:
28/01/2016 16:57:59