Éramos Jovens na Guerra

Éramos Jovens na Guerra Sarah Wallis...


Compartilhe


Éramos Jovens na Guerra


Cartas e Diários de Adolescentes que Viveram a Segunda Guerra Mundial




Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, o contexto de violência inevitavelmente penetrou na consciência e nas palavras de muitos jovens. Éramos Jovens na Guerra acompanha as cartas e os diários de 16 adolescentes, às vezes de lados opostos do conflito, que escrevem de forma direta e persuasiva sobre suas reações e pontos de vista.

São ingleses, franceses, americanos, japoneses, poloneses, alemães e russos: cada um com uma história única para contar. Tanto jovens de países do Eixo quanto dos Aliados conviveram diretamente com a fome, a morte e o medo. A intensidade dos relatos presentes neste livro reflete a dor pela perda, o temor de ocupações, invasões e bombardeios, além do receio daqueles que tiveram seu futuro posto em xeque.

As autoras relembram o famoso diário de Anne Frank, morta aos 15 anos no campo de concentração de Bergen-Belsen. Elas levam em conta, no entanto, que os relatos de Anne contêm dramas comuns a tantos outros jovens da época. Muitas das histórias apresentadas em Éramos Jovens na Guerra acabaram fragmentadas ou encerradas de forma abrupta.

Somente três desses jovens sobreviveram. Alguns lutaram e morreram na guerra, outros sucumbiram à fome, muitos foram separados de suas famílias. Todos se viram forçados a amadurecer e tiveram suas vidas transformadas por suas experiências. São relatos que ajudam a construir uma imagem comovente da esperança, medo, preconceito e alegria, de uma juventude que presenciou os horrores de uma guerra mundial.

Biografia, Autobiografia, Memórias / História / Não-ficção

Edições (2)

ver mais
Éramos Jovens na Guerra
Éramos Jovens na Guerra

Similares

(20) ver mais
Filhos E Soldados
Comando Extraordinário
As Últimas Testemunhas
Histórias de um garoto na Segunda Guerra

Resenhas para Éramos Jovens na Guerra (9)

ver mais
"A humanidade é completamente desumana"
on 16/8/13


Normalmente quando se estuda a segunda guerra mundial, aprendemos um "amontoado" de números onde sabemos o número de mortes e o período que durou o conflito.Ainda nos é passada uma vaga noção de que a Alemanha é a vilã da história, e que no final, o bem venceu o mal e todos viveram felizes para sempre. A realidade, no entanto, não é nem um pouco parecida. Nesta obra temos a possibilidade de conhecer a versão das pessoas que vivenciaram toda essa barbárie de perto. Conhecer seu... leia mais

Estatísticas

Desejam124
Trocam1
Avaliações 4.4 / 109
5
ranking 60
60%
4
ranking 28
28%
3
ranking 11
11%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

31%

69%

Marcos
cadastrou em:
13/12/2012 03:22:46