Espírito Santo

Espírito Santo Luiz Eduardo Soares


Compartilhe


Espírito Santo





Nas primeiras horas da manhã do dia 24 de março de 2003, o juiz Alexandre Martins de Castro Filho, 32 anos, é assassinado numa emboscada quando se dirigia a sua academia de ginástica, em Vila Velha, cidade vizinha a Vitória, no Espírito Santo. A morte choca o país, chamando atenção para a força do crime organizado e sua proximidade com o poder. Dois anos antes, Alexandre e o colega Carlos Eduardo Ribeiro Lemos haviam descoberto que seu superior hierárquico, juiz titular da Vara de Execuções Penais (VEP) do estado, integrava uma quadrilha especializada em mortes por encomenda, entre outros crimes. Faziam parte do grupo vários nomes de vulto da segurança pública estadual.

Nesse mesmo período, o Delegado da Polícia Federal Rodney Rocha Miranda, atuando no Núcleo de Combate a Impunidade do Ministério da Justiça e na Coordenação de Repressão ao Crime Organizado da PF, percorria o Brasil com sua equipe participando de casos de repercussão nacional: as prisões dos deputados federais Talvane Albuquerque e Jader Barbalho, do senador Luiz Estevão, e a busca realizada no escritório do marido da então governadora do Maranhão e pré-candidata favorita à presidência da República, Roseana Sarney. Rodney conduziu ainda outras ações sem o mesmo destaque na mídia, mas de grande importância para a preservação do Estado democrático de direito. O convite do Governador Paulo Hartung para que assumisse a secretaria de segurança do Estado do Espírito Santo, aproximou, a partir de janeiro de 2003, Rodney de Alexandre e Carlos Eduardo, histórias até então paralelas, porém marcadas pelo mesmo propósito: combater o crime organizado.

A investigação do assassinato do juiz Alexandre e do crime organizado que corroia o Estado, à época um verdadeiro santuário da impunidade, uniu o juiz Carlos Eduardo e o secretário Rodney. Ambos sofreram na carne os resultados dessa cruzada: ameaças a familiares e questionamentos diários sobre o caminho percorrido.

Crime / Ficção / Literatura Brasileira

Edições (1)

ver mais
Espírito Santo

Similares

(2) ver mais
Elite da Tropa
Operação Satiagraha

Resenhas para Espírito Santo (6)

ver mais
Qual o limite do crime organizado?
on 17/6/10


Sou capixaba e bacharel em Direito, tendo concluído a graduação no final do ano de 2003, mesmo ano em que o Juiz de Direito Alexandre Martins de Castro Filho foi assassinado em Vila Velha-ES, enquanto se dirigia para sua academia de ginástica. Este é exatamente o ponto principal que envolve o novo trabalho de Luiz Eduardo Soares (coautor de Elite da Tropa), aqui auxiliado pelo Juiz de Direito Carlos Eduardo Ribeiro Lemos e o Secretário de Segurança do Espírito Santo, Rodney Rocha Mira... leia mais

Estatísticas

Desejam27
Trocam16
Avaliações 3.9 / 105
5
ranking 30
30%
4
ranking 41
41%
3
ranking 18
18%
2
ranking 10
10%
1
ranking 1
1%

53%

47%

Bonol
editou em:
15/12/2018 11:16:21