Esquerdismo - doença infantil do comunismo

Esquerdismo - doença infantil do comunismo Vladimir Lenin


Compartilhe


Esquerdismo - doença infantil do comunismo





Esquerdismo: doença infantil do comunismo, escrito e publicado em 1920, foi o último livro de V. I. Lenin. A Rússia soviética passava por uma dura guerra civil (1918-1920) levada a cabo pelas forças burguesas e reacionárias – internas e estrangeiras – derrotadas em 1917. No movimento revolucionário internacional, estavam consolidados a falência da Segunda Internacional e o triunfo da estratégia e tática bolchevique na Rússia. E também se viviam as consequências imediatas do fim da Primeira Guerra Mundial, num clima de destruição e reconstrução.

Em 1919, Lenin propõe como tática para se fortalecer o movimento revolucionário – e a própria Revolução Russa – a criação da Terceira Internacional, que ficaria conhecida como a Internacional Comunista. O experimentado dirigente via a necessidade de um movimento revolucionário internacional para levar adiante a construção do socialismo, pois sabia que ele apenas se consolidaria e avançaria em direção a uma sociedade sem classes se os países do capitalismo desenvolvido também fizessem a sua revolução. Daí a sua preocupação com o movimento revolucionário na Alemanha, na Inglaterra e outros países.

O Esquerdismo (...) empreende uma crítica às correntes de esquerda na Europa com vista a consolidar uma força revolucionária que fizesse frente ao poder burguês e levasse ao triunfo a revolução em cada país. Empenhado em construir a Terceira Internacional, traça um breve histórico de construção do partido bolchevique na Rússia – tendo em conta as particularidades desta formação social – principalmente no que toca às táticas para tomar o poder de Estado. Com isso, também pretende demonstrar que a política está intimamente relacionada ao movimento das forças em luta na realidade. A luta de classes é a sua medida; e todas as táticas de luta são válidas se travadas de maneira revolucionária, isto é, se utilizadas como instrumento de divulgação das propostas e da consolidação das forças revolucionárias nos diversos setores da sociedade.

Neste sentido, a política não é feita somente a partir de princípios filosóficos, mas deve ser fruto de uma profunda análise da estrutura e da dinâmica das classes que a compõem; e deve estar vinculada a um único objetivo: tomar o Estado para começar a destruí-lo e forjar uma sociedade “em que o livre desenvolvimento de cada um é a condição para o livre desenvolvimento de todos”.

Política

Edições (4)

ver mais
Esquerdismo - doença infantil do comunismo
Esquerdismo, doença infantil do comunismo
Esquerdismo, doença infantil do comunismo
Esquerdismo, doença infantil do comunismo

Similares

(2) ver mais
El Terror Bajo Lenin
Reforma ou revolução?

Resenhas para Esquerdismo - doença infantil do comunismo (4)

ver mais
Sabedoria da Revolução, Fidelidade ao Programa e Sem Retrocessos à Classe Trabalhador
on 8/1/18


Pontuo que minha conclusão e impressão deste livro foi diferente da linha da maioria dos comentários da Esquerda que eu tenho visto, mesmo eu sendo socialista. Este livro representa o último trabalho de Lênin, o grande estrategista social, filósofo e político teórico e prático, que com sua liderança ao lado do Trotsky, general do Exército Vermelho, ajudou a aplicar e comprovar na prática a possibilidade da Revolução do socialismo científico elaborado pelo alemão Karl Marx, em outro p... leia mais

Estatísticas

Desejam44
Trocam1
Avaliações 4.1 / 114
5
ranking 49
49%
4
ranking 23
23%
3
ranking 19
19%
2
ranking 8
8%
1
ranking 1
1%

63%

37%

Rafael
cadastrou em:
28/12/2014 17:42:28