Estrelas cadentes

Estrelas cadentes Luiz Cézar da Silva

Compartilhe


Estrelas cadentes





A antiga arte do conto; a mais nobre das formas de narrativa, e que exerce um fascínio todo especial em cada leitor de um modo diferente. Uma forma concentrada, pulsante e veloz de dominar a realidade; presente passado e futuro.

Trata-se nada mais nada menos da síntese de cada gênero; é o terror na sua forma mais pura, o suspense do modo mais tenso, a ficção em sua máxima manifestação, o drama mais intenso e assim por diante.

Em suma, o conto é a escrita em seu mais alto grau de vida, e neste livro “Estrelas cadentes” o autor estará trazendo vinte e dois relatos que vão buscar a forma e o conteúdo que faz jus à antiga arte.



As vinte e duas estrelas cadentes.



Estranho és uma sombra que te esconde no escuro e no silêncio.

(...)

O vulto é um ser da escuridão que não vive sem luz.

Estranho és uma sombra que te esconde no escuro e no silêncio.

Edições (2)

ver mais
Estrelas cadentes
Estrelas cadentes

Similares

(40) ver mais
A Tumba e Outras Histórias
Histórias Extraordinárias
Sombras da Noite
Venha ver o pôr-do-sol

Estatísticas

Desejam22
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 6
5
ranking 67
67%
4
ranking 0
0%
3
ranking 33
33%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

18%

82%

Cézar Escritor
cadastrou em:
23/02/2010 10:41:16