Excalïbur

Excalïbur Bernard Cornwell


Compartilhe


Excalïbur (As Crônicas de Arthur)





Neste terceiro volume da série, iniciada com O rei do inverno e O inimigo de Deus, o escritor imerge o leitor em uma Britânia cercada pela escuridão. E apresenta os últimos esforços de Artur pra combater os saxões e triunfar sobre um casamento e sonhos desfeitos. Excalibur mostra, ainda, o desespero de Merlin, o maior de todos os druidas, ao perceber a deserção dos antigos deuses bretões. Sem seu poder, Merlin acha impossível combater os cristãos, mais perigosos para a velha ilha do que uma horda de famintos guerreiros saxões. O livro traz vívidas descrições de lutas de espada e estratégias de guerra, misturadas com descrições da vida comum naqueles dias: longas barbas servindo como guardanapos, festivais pagãos, com sacrifícios de animais, e pragas corriqueiras, como piolhos. Tendo por narrador um saxão criado entre os bretões, Derfel, braço direito de Artur, Excalibur acompanha os conflitos internos de Artur, recém-separado da esposa, mas ainda apaixonado por sua rainha. Atacado por velhos inimigos, perseguido por novos perigos. Mas sempre empunhando a espada Excalibur, um dos objetos de poder legados aos homens pelos antigos deuses dos druidas. Cornwell mostra, ainda, como as ameaças vindas de todos os lados acabam fazendo com que Artur se volte para a religião, chegando a batizar-se como cristão. Todos os sacrifícios são válidos para salvar sua adorada Britânia.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance / Drama / História / Aventura

Edições (7)

ver mais
Excalibur
Excalïbur
Excalïbur
Excalibur

Similares

(52) ver mais
O Inimigo de Deus
O Herege
Os Senhores do Norte
As Brumas de Avalon

Resenhas para Excalïbur (177)

ver mais
Perfeito
on 12/1/09


Realmente incrível. Esse foi o pensamento que me veio na mente assim que terminei de ler esta trilogia. Tão fascinante que, nos meses seguintes, nenhum outro livro conseguiu me satisfazer. Três livros parceram pouco, eu queria mais, precisava de mais. Queria que a história continuasse, de alguma forma, de qualquer forma, mas que jamais terminasse. Mas agora, olhando para trás, penso que as Crônicas de Artur tiveram o tamanho ideal, nem curta demais a ponto de parecer incompleta, nem gr... leia mais

Estatísticas

Desejam1.918
Trocam22
Avaliações 4.7 / 7.586
5
ranking 77
77%
4
ranking 20
20%
3
ranking 4
4%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

59%

41%

Morgana
cadastrou em:
28/01/2016 09:52:29
Marcelo.Rocha
editou em:
06/12/2017 14:04:33