História da Eternidade

História da Eternidade Jorge Luis Borges


Compartilhe


História da Eternidade





"O movimento, ocupação de lugares diferentes em instantes diferentes, é inconcebível sem o tempo; igualmente o é a imobilidade, ocupação de um mesmo lugar em pontos diferentes do tempo. Como pude não sentir que a eternidade, ansiada com amor por poetas, é um artifício esplêndido que nos livra, embora de maneira fugaz, da intolerável opressão do sucessivo?"

"Esta pura representação de factos homogéneos – noite em serenidade, ar límpido, cheiro provinciano da madressilva, bairro fundamental – não simplesmente idêntica à que houve nessa mesma esquina há tantos anos; sem parecenças nem repetições, é simplesmente a mesma. O tempo, se pudermos intuir esta identidade, é um desilusão: bastam para o desintegrar a indiferença e a inseparabilidade de um momento do seu aparente ontem de um momento do seu aparente hoje."

Contos / Ficção / Literatura Estrangeira / Ensaios

Edições (5)

ver mais
História da Eternidade
História da Eternidade
História da Eternidade
História da eternidade

Similares

(5) ver mais
Prólogos, com um prólogo de prólogos
Outras Inquisições
O Fazedor
O outro, o mesmo

Resenhas para História da Eternidade (4)

ver mais
Ensaismo Fantásico
on 19/7/10


Jorge Luis Borges mergulha na metafísica, um assunto que parece se desmanchar em mãos menos prudentes, e vai buscar as teorias da eternidade desde o começo da História, destrinchando uma por uma, inclusive a do Eterno Retorno de Nietszche, a qual considera a mais absurda. Há também, no pseudo-ensaio "A Aproximação a Almotásim", uma certa forma de eternidade, onde um indivíduo procura indefinidamente um reflexo de personalidade que julga ter visto em outra pessoa - tarefa que seria poss... leia mais

Estatísticas

Desejam73
Trocam1
Avaliações 4.2 / 139
5
ranking 44
44%
4
ranking 35
35%
3
ranking 19
19%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

54%

46%

lucas
cadastrou em:
25/10/2016 16:28:41