Inglês em escolas públicas não funciona

Inglês em escolas públicas não funciona Diógenes Cândido de Lima [Org.]


Compartilhe


Inglês em escolas públicas não funciona


uma questão, múltiplos olhares




Este livro é uma reflexão sobre o depoimento de um aluno que não conseguiu aprender inglês na escola pública. Geralmente, ouvem-se mais queixas de professores que tentam ensinar alunos que não querem aprender do que protestos de alunos que querem aprender sobre professores que não querem ensinar.
Este livro vai refletir sobre os dois lados da história. Os autores partem de sua experiência de vida para comentar o depoimento do aluno, levando em conta o contexto maior da escola.
Há várias maneiras de explicar o fracasso na aprendizagem de uma segunda língua. A mais comum é pôr a culpa nos outros, que pode ser o governo, o professor ou mesmo o aluno: a culpa é do governo porque não cumpre as leis que cria, do professor porque não ensina ou do aluno porque não estuda. Condenar tem sido a estratégia menos eficaz, na medida em que, pelo menos na escola pública, cria o conflito sem resolvê-lo e tudo acaba ficando por isso mesmo.
Outra possibilidade de explicação é de que, como todos somos parte de uma rede, ninguém é culpado sozinho e acabamos todos inocentados. Com isso, introduz-se na escola pública brasileira a bem-aventurança de viver num mundo sem culpa, professores e alunos circulando livremente entre a ordem e a desordem, sem sofrer qualquer tipo de sanção por seus atos ou omissões: ensinar ou não ensinar, estudar ou não estudar, deixa de produzir qualquer consequência, positiva ou negativa.
A narrativa 14 nos convida a pensar em vários temas: motivação, currículo, socialização escolar, profissionalização, agência e o papel do indivíduo no processo de aprendizagem. Uma narrativa que poderia ser a de tantos outros estudantes das escolas públicas em nosso país, com seus sucessos/insucessos e efeitos sobre o desejo de ser professor. Se o particular encapsula o universal, a história contada com um final suspenso nos leva a questionamentos sobre a relação entre o individual e o social, entre o desejo de transformação e a força da socialização.

Edições (1)

ver mais
Inglês em escolas públicas não funciona

Similares


Estatísticas

Desejam3
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.2 / 12
5
ranking 33
33%
4
ranking 50
50%
3
ranking 17
17%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

25%

75%

vsmarruche
cadastrou em:
02/05/2011 11:31:27