Iniciantes

Iniciantes Raymond Carver


Compartilhe


Iniciantes





Os contos que formam a coletânea Iniciantes foram publicados pela primeira vez em 1981, com enorme sucesso de público e crítica, sob o título What we talk about when we talk about love. O livrinho, de não de mais de 130 páginas, valeu a Raymond Carver o epíteto de escritor "minimalista", tão surpreendentemente enxutos, breves e silenciosos os textos pareciam. Mais tarde o público ficou sabendo que Gordon Lish, o editor de Carver na Knopf, havia cortado o texto dos contos em cerca de 50%. Agora, o vasto e fiel leitorado de Carver, nos Estados Unidos e no Brasil, simultaneamente, tem acesso aos dezessete contos integrais, do jeito que saíram da pena e do imenso talento de Carver.

Apesar de falar de gente normal sem traços de genialidade, heroísmo ou arroubos românticos, o que mais impressiona na obra de Raymond Carver é o caráter descentrado de seus personagens, "caipiras de shopping center", como os chamou seu primeiro editor. São basicamente histórias de alcoolismo e de casamentos em ruínas, protagonizadas por figuras anônimas da classe trabalhadora envolvidas em sua luta inglória e quase sempre perdida por uma vida dentro dos inalcançáveis padrões do sonho americano.

O estilo dos contos originais de Raymond Carver, desidratado de firulas retóricas, mas não de vozes humanas densas e palpáveis, adapta-se à perfeição a um neorrealismo americano que, em versão cinematográfica, resultou no excepcional Short cuts, de Robert Altman, de 1993, diretamente inspirado em vários dos textos incluídos neste Iniciantes.

Contos

Edições (1)

ver mais
Iniciantes

Similares

(6) ver mais
Meu Nome É Lucy Barton
68 Contos de Raymond Carver
Dez de Dezembro
Pileques

Resenhas para Iniciantes (6)

ver mais
A beleza está no que é comum

Iniciantes é a versão original dos contos publicados em 1981 no livro Do que estamos falando quando falamos de amor. Naquela época os contos passaram pelas mãos do editor Gordon Lish, que modificou quase todos. O que rendeu ao autor, Raymond Carver, o título de minimalista. Nesses contos Carver expõe o dia a dia de pessoas comuns. Pessoas que não fizeram nenhum ato heróico, simplesmente vivem. E o Carver é tão certeiro que começamos a pensar que a beleza está mesmo nisso: nas simples ... leia mais

Estatísticas

Desejam98
Trocam2
Avaliações 4.3 / 91
5
ranking 51
51%
4
ranking 36
36%
3
ranking 9
9%
2
ranking 1
1%
1
ranking 3
3%

37%

63%

Ronnie K.
cadastrou em:
23/06/2009 17:47:48
Felipe
editou em:
19/11/2018 14:25:28