João Miguel

João Miguel Rachel de Queiroz


Compartilhe


João Miguel





João Miguel é o segundo romance escrito por Rachel de Queiroz, única autora brasileira a ganhar o Prêmio Camões.

Tristão de Athayde considerava João Miguel o melhor dos quatro romances da primeira fase de Rachel de Queiroz. É o drama da prisão. Ainda é um romance profundamente rural, como O quinze. Um crime e uma absolvição. E entre eles uma traição, uma traição de amor. Em João Miguel a autora se revela a grande mestra na arte de criar personagens vivas, um João Miguel a tomar consciência do seu crime, uma Salu, um seu Doca, uma Angélica. A obra se liberta da sua própria autora e vive por si.

João Miguel é um homem comum. A psicologia do preso é analisada com argúcia por Rachel. A mulher o abandona. Ele se vê só diante do destino que o perturba. Zé Milagreiro, que está preso na mesma cadeia, mata o tempo a fazer ex-votos, milagres de madeira, que são encomendados por gente que deseja pagar promessas. A angústia da prisão, a tensão de João Miguel, treme nestas páginas. O trabalho reequilibra o preso. E com a mão assassina ele vai compondo os seus trabalhos manuais com a fibra de carnaúba.

João Miguel é o romance da frustração e da espera angustiada. É um romance social, com um penetrante aprofundamento de análise psicológica. Rachel recria a vida de uma prisão numa pequena cidade do interior. Há uma mistura de fatalismo, de acaso, de injustiça social, neste romance que é o romance da solidão humana e, ao mesmo tempo, uma denúncia e um protesto.

Antônio Carlos Villaça, foi jornalista e escritor, vencedor do Prêmio Machado de Assis e do Jabuti.

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (6)

ver mais
João Miguel
João Miguel
João Miguel
João Miguel

Similares

(1) ver mais
Cangaceiros e Fanáticos

Resenhas para João Miguel (10)

ver mais
Rachel é Rachel.
on 24/4/21


Narrativa curta. Sucinta. A diferença que sentimos quando lemos uma escritora do calibre de Rachel de Queiroz, para quando lemos um Torto Arado, por exemplo, é nítida. Aqui encontramos um agreste pobre, triste e, acima de tudo, crível. As denuncias e críticas sociais são tão fortes quanto qualquer narrativa nova, porém aqui você enxerga também a humanidade desses personagens. Eles possuem erros e acertos. Erros que, muitas vezes não são desculpáveis por sua condição social. E a ... leia mais

Estatísticas

Desejam24
Trocam1
Avaliações 3.7 / 103
5
ranking 27
27%
4
ranking 33
33%
3
ranking 28
28%
2
ranking 10
10%
1
ranking 2
2%

31%

69%

Jenifer
cadastrou em:
25/05/2022 22:07:44
Jenifer
editou em:
25/05/2022 22:07:59

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR