Junky

Junky willian burroughs


Compartilhe


Junky





William S. Burroughs narra em 'Junky', com uma prosa precisa e linear (quase como se fossem relatórios de um agente secreto investigando o submundo das drogas e do homossexualismo), as suas primeiras experiências com narcóticos (heroína, morfina, etc.), em um texto que arrombou as portas da festa e inaugurou a era de hedonismo barato dos anos 1960 e 1970, trazendo ao início de trevas e de luzes deste vigésimo primeiro século. Com uma visão quase científica do especialista em drogas, este livro retrata as verdades de uma sociedade com o enorme poder da sacada sociológica, a atitude cultural revolucionária contra a burocracia e Lei, e o humor estóico e ácido ao tratar do crime.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Junky

Similares

(1) ver mais
Queer

Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.7 / 6
5
ranking 17
17%
4
ranking 50
50%
3
ranking 17
17%
2
ranking 17
17%
1
ranking 0
0%

54%

46%

Alessandra
cadastrou em:
15/03/2013 20:37:48
Eder
editou em:
05/03/2019 18:04:36