Kallocaína

Kallocaína Karin Boye


Compartilhe


Kallocaína





Obra visionária, "Kallocaína" (1940) é uma das grandes distopias do século XX, herdeira de "Nós", de Zamiatine, e de "Admirável Mundo Novo", de Aldous Huxley, e predecessora de "1984", de George Orwell. Num futuro desumanizado, um estado totalitário controla uma sociedade que, na ânsia da segurança prometida, se vergou à sua vontade. Em cidades subterrâneas, envolvido numa guerra permanente, o Estado Mundial erigiu a delação em acto cívico e dispõe a seu bel-prazer da vida dos seus consoldados, que, temendo denúncias e perseguições, tudo cumprem em nome do bem comum. Quando o cientista Leo Kall descobre um soro da verdade - a kallocaína -, mais eficaz do que a tortura ou a propaganda, o Estado não se coíbe de derrubar as já frágeis barreiras da individualidade e de extorquir todos os segredos e pensamentos dos seus cidadãos. Requiem pela humanidade em tempos negros, "Kallocaína" conserva até hoje toda a sua clarividência.

Distopia / Ficção / Literatura Estrangeira / Literatura Estrangeira / Romance / Romance

Edições (2)

ver mais
Kallocaína
Kallocaína

Similares

(13) ver mais
Metropolis
1984
Admirável Mundo Novo
Fahrenheit 451

Resenhas para Kallocaína (6)

ver mais
Kallocaína, Karin Boye.
on 19/12/18


Kallocaína é um livro distópico que foi publicado em 1940, na Suécia, e é considerado um clássico para a literatura do país. A obra retrata um mundo sem data especifica ou localização geográfica, no qual as cidades são nomeadas por aquilo que produzem, acompanhado sempre por uma numeração. Sem individualidade, as pessoas trabalham, vivem e produzem para o Estado, o que elas acreditam ser o bem maior. Todos são controlados pelo Estado, inclusive existem monitoramentos dentro dos quartos... leia mais

Estatísticas

Desejam61
Trocam1
Avaliações 4.6 / 38
5
ranking 71
71%
4
ranking 29
29%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

40%

60%

Landi
cadastrou em:
28/07/2018 00:13:07