Kant e o fim da metafísica

Kant e o fim da metafísica Gérard Lebrun


Compartilhe


Kant e o fim da metafísica (Tópicos)





Desejou-se, neste trabalho, apenas esclarecer genealogicamente por qual "espécie de necessidade", no último momento do século XVIII, certas palavras - beleza, sublime, finalidade, fim-natural - tinham adquirido valor de leitmotiv. Através disso desejou-se, em um ponto preciso, desalojar a ilusão que consiste em acreditar que no interior do discurso dito "filosófico" ainda se trata conceitos cotidianos ou de conceitos das ciências positivas, mesmo quando as palavras são semelhantes, logo, que a filosofia tem alguma coisa a ver com a vida. Não se pretende que ele seja de origem sagrada ou que ali o "Ser" nos faça suas confidências. Pretende-se apenas que é preciso abordar esse discurso autônomo como a etnologia, hoje, aborda os mitos: esvaziando-o de seu "sentido" pretensamente humano.

Filosofia

Edições (1)

ver mais
Kant e o fim da metafísica

Similares

(17) ver mais
Sobre Kant
Compreender Schopenhauer
Kant
As ilusões do eu

Estatísticas

Desejam13
Trocam1
Avaliações 4.4 / 9
5
ranking 44
44%
4
ranking 56
56%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

75%

25%

Sblargh
cadastrou em:
14/03/2010 00:45:49
Cardoso
editou em:
15/02/2020 21:02:45