Livro do desassossego

Livro do desassossego Fernando Pessoa


Compartilhe


Livro do desassossego





O narrador principal (mas não exclusivo) das centenas de fragmentos que compõem este livro é o "semi-heterônimo" Bernardo Soares. Ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa, ele escreve sem encadeamento narrativo claro, sem fatos propriamente ditos e sem uma noção de tempo definida. Ainda assim, foi nesta obra que Fernando Pessoa mais se aproximou do gênero romance. Os temas não deixam de ser adequados a um diário íntimo: a elucidação de estados psíquicos, a descrição das coisas, através dos efeitos que elas exercem sobre a mente, reflexões e devaneios sobre a paixão, a moral, o conhecimento. "Dono do mundo em mim, como de terras que não posso trazer comigo", escreve o narrador. Seu tom é sempre o de uma intimidade que não encontrará nunca o ponto de repouso.

Literatura Estrangeira / Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Livro do desassossego

Similares

(3) ver mais
O livro do desassossego
O Silêncio das Sereias
Céu em Fogo

Resenhas para Livro do desassossego (3)

ver mais
Fala direto ao nosso Desassossego
on 24/5/20


"Pedi tão pouco à vida e esse mesmo pouco a vida me negou". (Pág. 16) O livro do desassossego traz em si fragmentos inesquecíveis e trechos que são exemplos de perfeição na escrita literária. Em muitos momentos me vi completamente descrita em um capítulo, outras vezes discordei por completo de sua filosofia e pensamentos. O livro é um compilado de fragmentos que compõem o diário de Bernardo Soares (pseudo-heterônimo de Pessoa). Nestes fragmentos o eu-lírico reflete sobre a vida, a s... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.9 / 4
5
ranking 25
25%
4
ranking 50
50%
3
ranking 25
25%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

26%

74%

João gregorio
cadastrou em:
18/11/2019 20:54:51
tatiANNa
editou em:
19/08/2020 19:30:44