Nona

Nona Erika Mattos da Veiga




Nona





A escrita sedutora e labiríntica de Erika Mattos da Veiga enreda o leitor já nas primeiras linhas com o voo da menina de cabelos loiros aos braços de Dindinha, – menina que desperta, anos depois, em um avião, com a mão de uma comissária aterrissando em seu ombro. Em meio à miséria kitsch do aeroporto, ela embaralha memórias da infância: a mãe encerrada no quarto, os dedos artríticos da babá, o olhar reprovador do pai, as flores da árvore em frente ao seu quarto de menina dançando numa voragem cor de laranja. Explorando com precisão as torpezas – e belezas – e a fragilidade humana, o universo ficcional caleidoscópico de "Nona" encanta do início ao fim, confirmando a autora como uma das vozes mais singulares da nossa literatura.

Edições (1)

ver mais
Nona

Similares

(1) ver mais
Ressaibo

Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 2
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

40%

60%

cristinaparga
cadastrou em:
09/11/2010 11:14:10