Enfim magra, e agora?

Enfim magra, e agora? Bruna Gasgon


Compartilhe


Enfim magra, e agora?





Enquanto as mulheres se matam nas academias e passam fome só para usar roupas tamanho 38, os homens, cada vez mais, adoram mulheres que usam os tamanhos 42 e 44. Segundo pesquisas, as mulheres fazem todos os sacrifícios do mundo para serem magras, não para agradarem os homens, mas para competirem umas com as outras. Uma mulher, quando vai a uma festa, por exemplo, não se arruma para o namorado ou marido, e sim para as outras mulheres que estarão presentes. Elas ficam magras e se arrumam inteiras para causar inveja às inimigas e para competir com as amigas, e não para agradar os homens. As mulheres ainda não se deram conta de uma coisa: as amantes são sempre mais gordas que as esposas. Este livro propõe uma refl exão realista e sem pudores sobre estar acima do peso, mas com saúde, e pretende estimular aquelas que acham que estão gordas a sentirem-se gostosas e desejadas, explorando todas as vantagens de ter muitos quilos a mais.Mostre ao seu marido uma foto da atriz Angelina Jolie de biquíni e outra da atriz Jennifer Lopez. Qual será que ele vai preferir?

Edições (1)

ver mais
Enfim magra, e agora?

Similares


Resenhas para Enfim magra, e agora? (3)

ver mais
on 28/7/11


Apesar do título, após concluir a leitura, eu acho o que o livro deveria se chamar “Continue Gordinha e Seja Feliz!” pois foi exatamente essa a ideia que tive do livro. A autora comenta casos e “pesquisas” feitas com magra e homens. Muitas magras são infelizes com o próprio corpo e, (segundo o livro) os homens gostam de mulheres curvilíneas e, quase sempre, aqueles que arrumam amantes, procuram mulheres com alguns quilos a mais do que a esposa. Confesso que achei algumas coisas do livr... leia mais

Estatísticas

Desejam4
Trocam2
Avaliações 2.5 / 8
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 63
63%
2
ranking 25
25%
1
ranking 13
13%

3%

97%

Psychobooks
cadastrou em:
28/07/2011 18:49:00