A Divina Comédia

A Divina Comédia Piero...




A Divina Comédia


em quadrinhos




Texto constante nas abas:
"Lida, relida e traduzida ao longo dos séculos, A Divina Comédia guarda um mistério que encanta leitores das mais variadas feições. Leituras públicas -, ao lado de livros e filmes inspirados no universo dantesco, ou que fazem de Dante Alighieri um personagem, atestam a vitalidade desse clássico de quase 700 anos. Até no videogame Dante encontra-se presente, alcançando espaços que nem mesmo sua incrível imaginação criativa poderia sondar.

Com A Divina Comédia em quadrinhos, a Editora Peirópolis apresenta uma nova leitura desse grande poema épico, com trechos slecionados de traduções feitas do italiano, entremeados por alguns quadrinhos com texto dos próprios autores. Uma construção artesanal que busca a síntese, mas sem perder a densidade da linguagem dantesca. A viagem de Dante em companhia de Virgílio, autor da Eneida, pelos trës reinos do além-túmulo, surge renovada nas aquarelas de Piero Bagnariol, que se esmerou na tradução em imagens da obra reconhecida como a mais rica fonte da cosmovisão medieval, retratada por mestres como Botticelli, Doré e Dalí. Seu pai, Giuseppe Bagnariol, dividiu com ele a escolha dos trechos a serem quadrinizados e a elaboração dos textos dos quadrinhos originais.

Todo esse trabalho contou com o suporte de Maria Teresa Arrigoni, estudiosa da obra dantesca, que também escolheu as traduções - Jorge Wanderley para o Inferno e Haroldo de Campos para o Paraíso. Entre eles, a tradução do Purgatório feita por Henriqueta Lisboa, autora que tem na Peirópolis sua casa, completa o trio e reforça o simbolismo do número três, que marca toda a estrutura do poema. São três partes, cada uma com 33 cantos, cada canto composto por tercetos; e três personagens principais: Virgílio, símbolo da razão; Beatriz, símbolo da fé; e o próprio Dante, que personifica o homem. No total são 100 cantos, um deles introdutório.

A estrutura aqui apresentada busca a concisão da linguagem dos quadrinhos, ao mesmo tempo em que procura manter viva a palavra de Dante Alighieri. Dessa forma, deseja contribuir para que esse autor, tão intenso na vivência da sua própria época, encontre eco também na juventude brasileira de hoje.

Dante Alighieri (Florença, 1265 - Ravena, 1321) nasceu em família de pequena nobreza italiana. Sua primeira obra de repercussão foi Vita Nuova, dedicada à sua paixão de infäncia, Beatrice, mais tarde personagem da Comedia. Teve uma vida pública bastante intensa que resultou no exílio, período em que escreveu De Vulgari Eloquentia, em latim, em que defende a utilização da nascente língua italiana, e Convivio, em volgare italiano, um compêndio do conhecimento da época. Presume-se que tenha dado início à redação da Comedia a partir de 1306-1317. Mais tarde (1313-1314), escreveu outro tratado em latim: Monarchia, no qual defendia a total separação entre Igreja e Estado. A Comedia consumiu cerca de 14 anos da sua vida, até sua morte.

Piero Bagnariol nasceu na Itália e veio para o Brasil com vinte anos, em 1992. Quadrinista e grafiteiro, é um dos fundadores da revista Graffiti 76% quadrinhos, que edita desde 1995, e autor do álbum Um dia uma morte, com roteiro de Fabiano Barroso. Com Barroso e outros autores publicou também o Guia ilustrado de graffiti e quadrinhos. Em parceria com seu pai, o médico Giuseppe Bagnariol, grande conhecedor da Divina Comédia, abraçou o desafio de transpor a obra de Dante para a HQ."

Edições (1)

ver mais
A Divina Comédia

Similares

(7) ver mais
Divina Comédia - O Conto Imortal
O nascimento do purgatório
Os Lusíadas em quadrinhos
O corvo: em quadrinhos

Estatísticas

Desejam2
Trocam1
Avaliações 3.7 / 22
5
ranking 18
18%
4
ranking 50
50%
3
ranking 18
18%
2
ranking 9
9%
1
ranking 5
5%

41%

59%

Thonga
cadastrou em:
07/08/2011 18:51:41