Augusto no Plural

Augusto no Plural Mateus Oliveira dos Santos


Compartilhe


Augusto no Plural





O senhor Augusto sempre pregara ser um excelente pai de família, um bem sucedido empreendedor e um homem exemplar. Acostumado com a ocupada e rotineira vida de um trabalhador brasileiro, mal se deu conta da pressão que sofria de seu próprio estilo de vida.

Ao atropelar um policial por acidente, Augusto, antes dito autossuficiente, vê-se numa situação onde não consegue encontrar uma saída. Como resposta, ele mesmo, materializado a sua frente, aparece para lhe dizer o que deve ser feito. Não bastasse essa forma paranoica dele próprio para lhe comandar, logo passa a receber visitas de novos "Augustos", inexplicáveis aparições dele para ele mesmo que, embora fossem Augusto, surgiam somente para lhe contestar suas atitudes, induzindo-o numa busca que havia esquecido há muito tempo: encontrar seu próprio desejo.

Os conflitos que estes "Augustos" causam surgem para que o senhor de meia-idade questione sua forma de convívio e a que ponto a tradição e o conformismo podem interferir na vida de um homem sem que ele se dê conta de suas atitudes. Uma história para questionar nossa capacidade de controlar nossos atos e a forma como a mente do ser humano comum, ainda deslocado na era pós-moderna, está tendenciada a justificar a mutilação do próprio bem-estar.

Edições (1)

ver mais
Augusto no Plural

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam1
Avaliações 4.3 / 4
5
ranking 50
50%
4
ranking 25
25%
3
ranking 25
25%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

43%

57%

Mateus Oliveira
cadastrou em:
15/08/2012 10:12:49