No Meu Peito Não Cabem Pássaros

No Meu Peito Não Cabem Pássaros Nuno Camarneiro




No Meu Peito Não Cabem Pássaros (Coleção Novíssimos)





Que linhas unem um imigrante que lava vidros num dos primeiros arranha-céus de Nova York a um rapaz misantropo que chega à Lisboa num navio e a uma criança que inventa coisas que depois acontecem? Muitas. Entre elas, as linhas que atravessam os livros. Em 1910, a passagem de dois cometas pela Terra semeou uma onda de pânico. Em todo o mundo, pessoas enlouqueceram, suicidaram-se, crucificaram-se, ou simplesmente aguardaram, caladas e vencidas, aquilo que acreditavam ser o fim do mundo. Nos dias em que o céu pegou fogo, estavam vivos os protagonistas deste romance - três homens demasiado sensíveis e inteligentes para poderem viver uma vida normal, com mais dentro de si do que podiam carregar. Apesar de separados por milhares de quilômetros, as suas vidas revelam curiosas afinidades e estão marcadas, de forma decisiva, pelo ambiente em que cresceram e pelos lugares, nem sempre reais, onde se fizeram homens. Mas, enquanto os seus contemporâneos se deixaram atravessar pela visão trágica dos cometas, estes foram tocados pelo gênio e condenados, por isso, a transformar o mundo. Cem anos depois, ainda não esquecemos nenhum deles. Escrito numa linguagem bela e poderosa, que é a melhor homenagem que se pode fazer à literatura, o livro é um romance de estreia invulgar e fulgurante sobre as circunstâncias, quase sempre dramáticas, que influenciam o nascimento de um autor e a construção das suas personagens.

Romance

Edições (2)

ver mais
No Meu Peito Não Cabem Pássaros
No Meu Peito Não Cabem Pássaros

Similares

(2) ver mais
Um Piano Para Cavalos Altos
Para cima e não para norte

Resenhas para No Meu Peito Não Cabem Pássaros (3)

ver mais
on 5/8/13


O livro é definido por uma palavra: nada. Não tem nada ali. Comentei no Twitter que é um saco furado cheio de frases de efeito e houve quem concordasse. Todo parágrafo, sem exceção, é uma frase tentando fazer com que você se identifique, adote o escritor e não largue o livro nunca mais. Nuno Camarneiro força a amizade de tal maneira, que lá pela metade eu não aguentava mais! Arreguei. Pedi água. Quase abandonei a leitura não fosse minha promessa da qual me arrependo amargamente. Sim, p... leia mais

Vídeos No Meu Peito Não Cabem Pássaros (2)

ver mais
No Meu Peito Não Cabem Pássaros (Nuno Camarneiro)

No Meu Peito Não Cabem Pássaros (Nuno Camarne

Entrevista com o autor

Entrevista com o autor


Estatísticas

Desejam216
Trocam1
Avaliações 3.7 / 98
5
ranking 24
24%
4
ranking 38
38%
3
ranking 26
26%
2
ranking 8
8%
1
ranking 4
4%

25%

75%

Marcos
cadastrou em:
05/10/2012 00:46:23
Higor
editou em:
10/12/2016 21:13:33