Dias de Rock and Roll

Dias de Rock and Roll Edmilson Felipe




Dias de Rock and Roll





Dias de Rock and Roll' aciona o universo da contracultura, marcado pela rebeldia, desejo e muitas viagens. Anderson Vick é um espírito livre, protagonista desse romance-roteiro. Sem dinheiro, moradia e emprego fixos, topa qualquer parada para ganhar a vida e viajar. Mas nem tudo acontece como manda o script, pois nessas viagens, o andarilho depara-se com situações inusitadas, marcadas por sexo, fugas, sequestros e 'otras cositas más'. Ironia, humor e rock and roll devem marcar o estilo da narrativa, ambientada num Brasil que precisa ser redescoberto ou, quem sabe, escondido.

“Os pés pelados no asfalto. Nenhum puto no bolso. Triste como um cinzeiro. Sozinho e esquecido, vaga pela rua deserta. Agoniza, feito lesma no sal. Tragar a alegria dos lares, sorver o suor de algumas taças geladas e mastigar a ossada da vizinhança, são suas metas.

Em meio à neblina um vulto atravessa. Grita: – “Feliz Ano Novo!”

Continua andando com a cara no chão. Quarenta e dois anos, sem amigos, o coração sepultado e a imagem da morte latejando nos bagos. Para. Respira fundo e, como o enfarte não vem, volta e refaz os planos.

Enfia a cabeça no tanque cheio d’água. Calça os sapatos. Pega a mochila e limpa da gaveta a grana da pensão cafofo-cosmorama. Novo em folha, volta pra rua. Despreza a chuva de prata que cai em câmera lenta. Aperta o passo, desce a rua Mère Amedea, desvia da igreja e adentra no Araritaguába-BAR. Ambiente tosco. Letreiros falham. Alguns gatos pingados festejam, outros conversam.

Engole vários conhaques. Fuma um cigarro e ri. Tosse forte. O catarro passeia do peito a garganta. Chega à boca. Lança um míssil de cuspe no ar.”

Edições (1)

ver mais
Dias de Rock and Roll

Similares


Resenhas para Dias de Rock and Roll (1)

ver mais
"Caralhaquatro, Sampa, Belô" - Por: Lúcia Bonito
on 2/9/13


“Contudo, naquela mesma noite ela invade meu quarto e diz estar curiosa para ler o livro. Eu disse ser um livro pesado para uma moça tão... - Tão? - Indefesa das dores do mundo, da mentalidade sórdida dos escritores libertários, enfim, de sexo. - Só quero saber se você tem estilo.” Pág. 173/174 Dias de Rock and Roll é uma história cheia de memórias e passagens de Anderson Vick, o protagonista que faz o estilo andarilho do tempo (facilmente confundido, às vezes, como vagabundo... leia mais

Estatísticas

Desejam2
Trocam1
Avaliações 4.3 / 6
5
ranking 33
33%
4
ranking 67
67%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

47%

53%

Lúcia
cadastrou em:
30/11/2012 13:48:39