Grupos vivenciais e cooperação

Grupos vivenciais e cooperação Geoges Daniel Janja Bloc Boris


Compartilhe


Grupos vivenciais e cooperação


Uma perspectiva gestáltica




O trabalho clínico com grupos vivenciais é uma importante forma de atendimento psicológico que nem sempre é utilizada em todo o seu potencial na área da saúde. Trata-se de uma experiência de crescimento pessoal que dá conta de beneficiar um número de pessoas bem maior do que é possível através da tradicional psicoterapia individual. A psicoterapia de grupo não substitui a psicoterapia individual. São formas de crescimento diferentes. Pesquisas indicam que, algumas vezes, participar de um grupo de psicoterapia é suficiente, não sendo necessária a psicoterapia individual. No entanto, o que se observa é que há uma lacuna na formação de psicólogos no que se refere ao trabalho com grupos e, na prática, muitas vezes, se confundem grupos operativos, com grupos de encontro, grupos de trabalho, dinâmicas de grupo e psicoterapia de grupo. Este livro representa uma contribuição no sentido de preencher tal lacuna. Virginia Moreira

Edições (1)

ver mais
Grupos vivenciais e cooperação

Similares


Estatísticas

Desejam2
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

33%

67%

Lázaro
cadastrou em:
19/11/2013 11:59:48