O Sobrinho de Wittgenstein

O Sobrinho de Wittgenstein Thomas Bernhard




O Sobrinho de Wittgenstein





Monólogo contínuo, esse texto de Thomas Bernhard não pertence ao ciclo de suas narrativas autobiográficas, embora se aproxime delas ao revelar o autor, internado para cuidar dos pulmões, às voltas com um homem a um tempo original e patético: Paul Wittgenstein, sobrinho do genial filósofo, mas em tudo diferente do tio que celebrizou o nome.



"O Sobrinho de Wittgenstein" parte de uma alusão a "O Sobrinho de Rameau", escrito no século XVIII por Diderot, para descortinar a vida de um homem incapaz de realizar uma obra, pois desperdiça seus talentos no prazer do instante. Ao observar Paul, Bernhard reencontra o veio de sua vocação para o banal e o profundo, os pequenos risos e choros do cotidiano, a convivência nos cafés vienenses, a fatuidade dos prêmios literários. Tudo embutido nos solilóquios alucinados, repetitivos e cruéis que lhe eram tão característicos. Instigante como tudo que Bernhard realizou, este livro fala de amizade num texto que sabe acompanhar, no movimento formal, o declínio de seu anti-herói. Uma realização que surpreende ao conciliar técnica e pungência.

Edições (2)

ver mais
O Sobrinho de Wittgenstein
O Sobrinho de Wittgenstein

Similares


Estatísticas

Desejam12
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 27
5
ranking 48
48%
4
ranking 33
33%
3
ranking 19
19%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

64%

36%

Tito
cadastrou em:
11/07/2009 02:25:31