A Capitoa

A Capitoa Bernadette Lyra


Compartilhe


A Capitoa





UMA DAS PRIMEIRAS MULHERES A COMANDAR UM ESTADO BRASILEIRO, NO SÉCULO XVI .Em tempos diversos, por inúmeros motivos, três mulheres – Ana, Luisa e Antônia – deixam o lugar em que vivem, atravessam o mar e vêm morar em uma sesmaria selvagem. Ali, as vidas dessas mulheres se cruzam, em meio a índios, ¬ fidalgos, degredados, bastardos, piratas, frades, noviços, criadas, escravos, curandeiros, naus, ventos, medalhas, procissões, animais, intrigas, missas, vinganças, desejos, traições e venenos. Até que ocorre a misteriosa morte de um capitão-mor, que é, respectivamente, ¬ filho, marido e amante de cada uma delas. Então tem início uma trama cheia de ressentimentos mesquinhos, interesses escusos, tormentos cruéis, delírios desvairados, desencontros amorosos e pequenas vinganças que envolvem, sobretudo, aquela entre as três que herda a posse das águas e da terra e passa a ser chamada de A Capitoa.

Edições (1)

ver mais
A Capitoa

Similares

(2) ver mais
O Parque das Felicidades
Tormentos Ocasionais

Resenhas para A Capitoa (2)

ver mais
on 30/4/14


Maria Bernadette Cunha de Lyra é capixaba de Conceição da Barra, nasceu em 21 de outubro de 1938, filha de Álvaro Lyra e de Maria das Dores Lyra, é escritora e professora universitária brasileira nas áreas de literatura e cinema. Licenciada em Letras pela UFES, é doutora em Artes/Cinema pelaECA/USP e pós-doutora pela Universidade René Descartes, Sorbonne - França, 1989. Foi secretária de Cultura no Espírito Santo e tem trabalhos publicados em revistas e jornais de todo o país. A Capi... leia mais

Estatísticas

Desejam31
Trocam1
Avaliações 3.0 / 37
5
ranking 5
5%
4
ranking 22
22%
3
ranking 49
49%
2
ranking 24
24%
1
ranking 0
0%

20%

80%