Cartas para você

Cartas para você Duda Razzera


Compartilhe


Cartas para você


Só o tempo cura uma perda




A história retrata a vida de Georgia Castro, uma menina mulher em seus vinte e dois anos que acabou de perder o pai. Inconformada com a morte de seu pai - e também melhor amigo, Georgia entra em depressão. Sua psicóloga aconselha-a a escrever para o seu pai ou manter um diário pois Georgia gosta muito de escrever. A partir daí, Georgia começa a escrever cartas para a Aceitação, pedindo para que ela bate à sua porta.
As cartas são uma espécie de diário e Georgia trata a Aceitação como sua confidente. Ela conta sobre a história de amor de seus pais, sobre a história de sua família, o falecimento de seu pai e as intrigas em família que decorreram do falecimento.
Além da questão familiar e do processo de luto, Georgia também desabafa sobre sua vida amorosa, pois o cara de quem gostava não quis mais ficar com ela após a morte de seu pai. Com mais essa perda, ela começa a lembrar do péssimo ex-namorado que marcou muito a vida dela e da sucessão de casos amorosos mal sucedidos depois dele.
Tentando seguir a vida, Georgia termina a faculdade de Economia e conta sobre a formatura, o primeiro emprego, suas saídas com os amigos e novos amores.
Basicamente, Cartas para você conta o processo de superação da morte de seu pai, sobre amadurecer e confiar em si mesma para tomar as decisões e acima de tudo, voltar a viver mesmo sentindo saudade.

Literatura Brasileira

Edições (1)

ver mais
Cartas para você

Similares

(2) ver mais
Cartas para Você
Além da superfície

Resenhas para Cartas para você (22)

ver mais
Sobre Cartas Para Você em parceria com a autora Duda Razzera :)
on 13/6/19


Clarice Lispector escreveu: Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém, que o que mais queremos é tirar essa pessoa de nossos sonhos e abraçá-la. O dia em que meu pai faleceu, sem dúvida alguma, foi o pior dia dos meus vinte e dois anos (...) Minha psicóloga diz que eu tenho que escrever, por isso estou aqui. Ela diz que ajuda, mas não sinto nada diferente (...) Todo dia meu pai morre de novo e eu passo pela negação, raiva, barganha e depressão. A aceitação ainda não ... leia mais

Estatísticas

Desejam44
Trocam3
Avaliações 3.7 / 65
5
ranking 31
31%
4
ranking 32
32%
3
ranking 25
25%
2
ranking 8
8%
1
ranking 5
5%

7%

93%

Duda Razzera
cadastrou em:
10/03/2014 13:21:58
Gui
editou em:
25/08/2015 15:06:03