O visitante inesperado

O visitante inesperado Agatha Christie




O visitante inesperado





Não se deve confiar no óbvio. Pelo menos quando o assunto é Agatha Christie. Em O VISITANTE INESPERADO — peça teatral transformada em romance por Charles Osborne — a velha dama do suspense mostra porque é considerada mestre no assunto e já vendeu milhares de exemplares em todo o mundo. O mistério é o personagem principal numa trama repleta de reviravoltas, diálogos tensos, diversos suspeitos e com final surpreendente.



O VISITANTE INESPERADO pode ser definido como um mistério disfarçado de não-mistério, pois começa aparentemente com a resolução de um caso de assassinato. O engenheiro Michael Starkwedder atola seu carro numa vala num frio fim de tarde de novembro. Ao procurar ajuda numa casa das imediações, dá de cara com um cena bizarra. Uma mulher, segurando uma arma ao lado do cadáver do marido, se confessa culpada. Mas nada é tão simples quanto parece. O morto — o deficiente físico Robert Warwick — era um sádico de caráter irascível, odiado por muitos.



A cada virada de página, ao se descortinarem as idiossincrasias de Warwick, fica mais difícil acreditar que ele tenha sido morto pela esposa. Satarkwedder encarna o detetive amador e começa a investigar o caso. A ele logo se junta um inspetor de polícia com inclinações poéticas — sempre citando autores famosos, entre eles Keats. Os dois suspeitam que a viúva está tentando encobrir alguém. Talvez o pai de um menino atropelado e morto por Warwick dois anos antes. Quem sabe o cunhado retardado. Ou o amante da viúva.



A dúvida fica no ar até o último instante. Ao adaptar a peça O VISITANTE INESPERADO, Charles Osborne resgata uma história inédita para uma legião de fãs de Agatha Christie.



Agatha Christie nasceu em 1890 e tornou-se, para falar com toda simplicidade, na maior romancista da história em vendas. Escreveu 80 romances e coletâneas de mistério, e viu sua obra traduzida em mais línguas do que Shakespeare. Seu duradouro sucesso, promovido também por muitas adptações para o cinema e a TV, é um tributo ao apelo atemporal de seus personagens e à inigualável engenhosidade de suas tramas.



Charles Osborne nasceu em Brisbane no ano de 1927. É reconhecido internacionalmente como uma autoridade em ópera, e escreveu inúmeros livros sobre temas musicais e literários, entre eles As óperas completas de Verdi (1969), Wagner e seu mundo (1977), W.H. Auden: A vida de um poeta (1980) e A vida e os crimes de Agatha Christie (1982). Sua primeira adaptação de uma peça de Agatha Christie como romance, Black Coffe (Café preto), foi publicada em 1998.







"Uma leitura leve e vigorosa, que irá dar prazer a todos aqueles que há muito desejavam ter pelo menos mais um Agatha Christie para devorar." — Antonia Fraser, Sunday Telegraph



"Um valioso acréscimo ao cânone Christie." — The Spectator



"Lê-se como um autêntico Christie, da mais pura safra. Tenho certeza de que Agatha ficaria orgulhosa de havê-lo escrito." — Mathew Prochard, neto de Agatha Christie

Edições (2)

ver mais
O Visitante Inesperado
O visitante inesperado

Similares

(3) ver mais
Um Gato entre os Pombos

Resenhas para O visitante inesperado (13)

ver mais
on 23/10/12


Como sempre acontece nos livros da Agatha,o criminoso é quem menos se espera.Cheguei a pensar que tinha acertado,mas no final da história o assassino engana a todos.Realmente muito bom,uma leitura rápida e como sempre,envolvente.... leia mais

Estatísticas

Desejam113
Trocam11
Avaliações 4.1 / 663
5
ranking 41
41%
4
ranking 32
32%
3
ranking 22
22%
2
ranking 5
5%
1
ranking 1
1%

24%

76%

thecferreira
cadastrou em:
09/01/2009 00:51:38