O segredo das coisas perdidas

O segredo das coisas perdidas Sheridan Hay


Compartilhe


O segredo das coisas perdidas





Rosemary Savage, protagonista de O Segredo das Coisas Perdidas, é uma dessas apaixonadas por livros que quer descobrir o mundo, as pessoas, os sentimentos. Criada na Tasmânia, ela sonha em morar na cidade grande. Mas a esperança acaba no dia de seu aniversário de dezoito anos, quando sua mãe morre repentinamente. Esther Chapman - amiga da família, dona da única livraria das redondezas e mulher de vasta cultura - resolver ser a guardiã não-oficial da adolescente. E é dela que Rosemary ganha de presente uma passagem aérea para Nova York, a "Sidney multiplicada" que sempre teve vontade de conhecer.

Seguindo os conselhos de Esther, Rosemary aceita a passagem para uma vida totalmente diferente, até então só conhecida pelos muitos livros que havia lido. A primeira coisa que faz ao chegar à cidade é procurar um emprego, e fica fascinada quando chega à Arcade, o enorme sebo onde começa a trabalhar. A equipe da livraria é composta de pessoas excêntricas, a começar pelo dono, o mal-humorado George Pike. Mais amante do dinheiro que dos livros, ele mantém uma disciplina metódica para avaliar os exemplares que chegam para a revenda; tudo para não perder um centavo. A atendente Pearl, por sua vez, é uma transexual que demonstra mais feminilidade e carinho que qualquer mulher. Oscar, da seção de Não-ficção, é certinho e erudito, mas rejeita as investidas amorosas de Rosemary. Sua insensibilidade parece desumana.

Mas Walter Geist, o gerente, é o mais enigmático de todos. Por ter sérios problemas de visão, ele pede que Rosemary o ajude a ler suas correspondências. Assim, ela acaba descobrindo que Geist, justamente o funcionário de maior confiança, está participando de uma negociata nada honesta: a compra de um manuscrito perdido de Herman Melville, o brilhante escritor de Moby Dick.

Para tentar conquistar Oscar, Rosemay lhe conta os planos de Geist. Ambos começam uma investigação sobre as intenções do gerente. Mas, em meio a tudo, a jovem percebe que não só o manuscrito está perdido. Seus sentimentos, valores, desejos e passado também têm problemas que só ela poderá resolver... "As coisas perdidas", pelo jeito, não são só os livros.

O Segredo das Coisas Perdidas é um romance sobre amizade, perda, conquista de liberdade e a descoberta de si mesmo. Sheridan Hay faz, em sua estréia, um livro delicado e emocionante, que homenageia a própria literatura.

Literatura Estrangeira / Romance

Edições (1)

ver mais
O segredo das coisas perdidas

Similares


Resenhas para O segredo das coisas perdidas (8)

ver mais
Sobre livros e sobre tristeza
on 28/1/09


Outro romance melancólico - mas desta vez a melancolia é mais intensa; a tristeza atravessa o livro inteiro e nem sabemos de quem sentir mais piedade - do albino Giest que está ficando cego, da argentina Lillian cujo filho desapareceu na ditadura de seu país ou da heroína narradora com seu amor destinado ao fracasso (mais uma com péssimo gosto pra homens); a narrativa cresce devagar, porém desde o início o romance tem "algo": doçura e tristeza, e amor aos livros e aos escritores que ex... leia mais

Estatísticas

Desejam124
Trocam5
Avaliações 3.3 / 124
5
ranking 22
22%
4
ranking 15
15%
3
ranking 40
40%
2
ranking 16
16%
1
ranking 7
7%

13%

87%

João gregorio
cadastrou em:
17/12/2008 20:40:16
Dali
editou em:
15/11/2019 20:59:26